EP 12 Ema decide partir para o Faial em busca do passado

Episódio 12.

Sáb, 26 set 2020 21:47 TVI

Neste episódio

Raul (Sérgio Praia) questiona Ema (Ana Varela) sobre aquela invasão. A mãe de Zequinha (Diogo Dourguette) diz-lhe que só queria dar-lhe os parabéns e acaba por revelar que está a organizar um jantar de aniversário, mas o que queria realmente dizer-lhe é que teve uma filha há 16 anos.

Zeca (Graciano Dias) conta a Eça (Nuno Pardal) que a conversa com Ema não correu bem e que ela só quer encerrar o passado. Eça quer saber se a filha era de Zeca e este diz-lhe que Ema não sabe porque foi violada.

Emília (Dina Félix da Costa) fica irritada com a insistência de Rute (Ana Guiomar) e explica que pediu a David (Jorge Albuquerque) para a ir buscar a casa da patroa, porque assim vai diretamente do trabalho.

Raul está incrédulo com que Ema lhe contou, mas aliviado por saber que a bebé morreu.

Eça fica indignado por Ema ter sido violada e eles não terem dado conta. Zeca diz que tem de ir mostrar os diamantes aos compradores e Eça teme que o queiram roubar.

Diana (Matilde Reymão) está impressionada com a notícia de um livreiro que morreu durante um incêndio, em que se suspeita de fogo posto, devido a interesses imobiliários.

Arnaldo (João Lagarto) apresenta a sua proposta sobre o bairro da Fortuna e garante que é do interesse de Peter (Joaquim Nicolau).

Gisela (Carla Vasconcelos) e Olga (Helena Costa) visitam São (Estrela Novais) e dizem-lhe que o fogo não chegou a casa deles. São diz que elas querem enfiá-la naquela «casa de pegas», deixando Olga e Gisela escandalizadas.

Raul assume que lhe custa aceitar o filho. Ema aconselha-o a deixar Zequinha aproximar-se e perceber como ele é especial. Ema não tem dúvidas de que Zequinha ama o pai, embora nunca tenha recebido um carinho dele. Raul não percebe o porquê daquelas conversas. Ema diz-lhe que quer resolver o passado e que vai ao Faial buscar o corpo da filha.

Ao perceber que se trata do bairro onde ocorreu o incêndio, Peter desiste imediatamente do negócio, porque sabe que vai ser um processo demorado. Arnaldo promete tirar as pessoas de lá num ápice e, se isso não acontecer, o negócio fica sem efeito.

Vanda quer uma garantia de que Raul vai realmente fazer o donativo e avisa-o de que se não o fizer terá problemas.

Filomena repreende Vanda por andar metida com o marido da amiga. Vanda diz-lhe para não tirar conclusões precipitadas, porque foi ele que a agarrou.

Ema fica surpreendida por ver David em casa. Ele conta que não tem condições para estar no atelier e que existem suspeitas sobre um tal Arnaldo. Ema, ao ouvir o nome, relembra o dia em que foi violada.

Luís pergunta à mãe se o plano correu bem. Vanda revela que tem os seus métodos.

Salomé (Madalena Brandão) está curiosa por Rita ter estado tanto tempo no gabinete de Raul e avisa-a da fama que ele tem.

David avisa que não vai ao aniversário de Raul e conversam animados sobre a mulher com quem David vai jantar. Ema sugere que jantem lá em casa e pede a Elizabete para por mais um lugar na mesa.

David prepara-se para ligar a Emília, quando ela surge, bem vestida e maquilhada. David fica fascinado e explica que o irmão faz anos e que, por isso, vão jantar lá a casa. Ela estranha, mas não se opõe. Emília esconde-se ao ver Luís e finge que perdeu um brinco.

Maria Helena (Maria Emília Correia) pergunta por David. Ema diz que ele foi buscar uma amiga, deixando Raul surpreendido.

Diana recebe uma chamada de Fred, que lhe diz que chega no dia seguinte a Lisboa, e que se despediu para ir ter com ela.

Todos ficam agradados com Emília, mas Ema reconhece-a e ambas gelam.

Todos jantam em casa de Conceição. Ulisses (Nuno Homem de Sá) agradece o acolhimento. Fanã (Salvador Nery) promete que todos o vão ajudar na reconstrução da casa e da livraria, quando Zeca atende uma chamada.

Emília e Ema fingem que não se conhecem. Emília diz a Ema que depois lhe explica tudo. Ema apresenta Mi a Diana e ela fica entusiasmada por Mi fazer trabalho social no bairro onde foi o incêndio.

Gabriel (Ricardo Carriço) visita Vanda, cheio de vontade de a agarrar. Ela pergunta-lhe com está a sua situação, mas Gabriel prefere falar disso depois.

Zeca ajuda as irmãs a levantar a mesa. Sandro (Miguel Bogalho) e Fanã competem pela atenção de Olga (Helena Costa), e Rute estranha.

Zeca conta a Eça que combinou um encontro para mostrar os diamantes. Eça diz-lhe que não quer que ele vá sozinho.

Emília diz a David que tem de ir embora. Ele quer levá-la a casa, mas ela prefere apanhar um táxi.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Ema decide partir para o Faial em busca do passado
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares