EP 294 Bárbara é procurada pela polícia

Episódio 294

Neste episódio

Na PJ, Nuno agarra Rúben pelos colarinhos e avisa-o para não voltar a incomodar Sofia com as investigações. Rúben afasta Nuno, permanecendo convicto nas suas ideias de o ver como suspeito.

Manuel e Bárbara protestam por Eliseu ter ido ali àquela hora para Bárbara ir prestar declarações à polícia sobre queixa de assédio, invasão de propriedade e maus tratos a animais. Eliseu refere que pode voltar noutra altura com um mandado mas Manuel acha melhor que Bárbara vá imediatamente com ele. Bárbara olha-o furiosa.

Miguel diz a Célia que a polícia sabe tanto quanto eles, evidenciando que não têm novidades, tendo-lhe dito para procurar nos hospitais e nas morgues. Célia rejeita esse cenário e diz a Miguel para irem procurar, outra vez, no bairro.

Telma, que está a fechar a escola de boxe, recebe uma chamada de Bruno a convidá-la para jantar, percebendo de imediato que ele já está ali. Vão ao encontro um do outro, beijando-se apaixonados.

Carlos faz um jantar especial para animar Leonor mas esta não está minimamente interessada em jantar, deixando-a irritada quando Carlos lhe diz para esquecer a morte e Tomás. Tiago, que chega da rua, olha constrangido para o que se está a passar.

Aniceto recebe uma encomenda muito íntima de uma fã da rádio. Ludovina fica muito irritada por a encomenda ser umas cuecas sensuais. Aniceto diz-lhe que aquilo só prova que tem de continuar a sua carreira na rádio.

Na PJ, Bárbara nega tudo a que acusam, virando o jogo nas declarações. Diz que Teresa é que tem andando a persegui-la por ela namorar com Eduardo e que tem receio que ela perca a cabeça e a tente matar. Eliseu acaba por parar o interrogatório e manda Bárbara ir descansar.

Eduardo diz a Teresa que se quiser afastar-se dele, pelo que tem acontecido, que compreenderá. Teresa diz-lhe não vai ser isto que os vai separar. Beijam-se apaixonados.

No cantinho da Ju, Telma diz a Bruno que quando passou pelo hospital para verem a cicatrização da ferida, ouviu umas histórias de ele gostar de andar metido com algumas mulheres. Bruno diz-lhe que desde que está com ela, não sentiu mais necessidade de estar com outras mulheres. Telma admite-lhe que ele é o homem da sua vida. Entretanto, Rafa que por ali está é chamado por Telma, que lhes conta que Inês ainda continua desaparecida.

Carmo vai até à quinta dos Ávila e Simão pergunta-lhe o que é que ela está ali a fazer. Carmo justifica-se dizendo que foi ali para ajudar Carlota com os preparativos do casamento. Simão, que já tinha alertado que nunca mais a queria ver à frente, avança para o pescoço dela com fúria. Carmo, que percebe as suas intenções, recua com medo de Simão.

Bárbara chega a casa vinda da PJ e Manuel pergunta-lhe se fez mesmo aquela atrocidade ao coelho de Clarinha. Bárbara defende-se virando o jogo contra Teresa. Manuel avisa-a que vai obrigá-la a tratar-se e a ir ao médico. Bárbara pica-o tocando no assunto do desaparecimento de Inês. Manuel agarra-a, violentamente, e pergunta-lhe se tem alguma coisa a ver com o desaparecimento da neta. Bárbara nega, alegando ter mais em que pensar. Manuel fica à beira da explosão.

Ainda na quinta, Simão baixa os braços referindo que nunca ia sujar as mãos com uma mulher como Carmo. Carmo riposta acusando-o de estar a tentar comprar Carlota, mas Simão nega. Carmo continua dizendo que Carlota só gosta dele porque ele agora é rico. Carlota surge nas costas de Simão e ouve a conversa toda, olhando, chocada para Carmo.

Sofia diz a Nuno não ter acreditado naquela história de Rúben ter ido falar com ela por estar preocupado com ele. Nuno diz, determinado, que vai acabar com aquela história.

Carlota, que é desafiada por Carmo, admite a Simão, que quando entrou naquela casa, a sua intenção era extorquir-lhe o máximo de dinheiro que conseguisse, mas refere que essas intenções foram por influência de Carmo. Carlota diz-lhe que mudou e que agora as suas intenções são outras, pedindo perdão ao pai. Simão fica a olhá-la hesitante.

Célia vai a casa saber como Manuel está e ambos ficam à conversa sobre o temperamento difícil de Manuel. Porém, Manuel diz a Célia que seria capaz de sacrificar a sua própria vida por ela e por Inês. Célia, chorosa, faz as pazes com o pai e abraçam-se.

Simão perdoa Carlota e abraçam-se em total união. Carmo riposta a Carlota dizendo para irem escolher o vestido de noiva, mas Carlota, em fúria, diz à mãe para desaparecer da sua vida e da sua casa. Simão aprova e Carmo sai humilhada da Quinta.

Jacinta apanha Carmo a servir-se de um whisky na sala, dizendo-lhe para sair já dali. Carmo enfrenta-a e acusa-a de toda aquela família ter virado Carlota contra si. Jacinta riposta dizendo que finalmente Carlota percebeu que a mãe não presta para nada. Carlota que entretanto entra é chamada para falar com Carmo.

Lena leva uma sopa a Marta que continua deitada e apática no sofá. Marta diz-lhe que não tem fome mas Lena apela-lhe para que coma qualquer coisa e que pare de tomar antidepressivos. Lena fica muito preocupada com a prima.

Carmo continua a dizer a Carlota que não acredita na sua súbita mudança e que exige saber o que Carlota anda a tramar, visto não acreditar naquela mudança repentina. Carmo exige saber o plano e não quer ficar fora dele. Carlota fica a olhar séria para Carmo. Carlota continua a dizer a Carmo que não tem plano nenhum e que não está a representar nenhum papel, vincando que está uma pessoa diferente. Carmo não acredita e não acaba a conversa, mas Carlota pede-lhe que saía. Vasco entra e ouve, pedindo educadamente a Carmo que saia dali. Carlota diz a Vasco que precisa de estar sozinha.

No cantinho da Ju, Jacinta pergunta a Rafa se já sabem alguma coisa de Inês. Rafa nega e culpa-se por ter discutido com ela no dia do desaparecimento. Jacinta conforta-o dizendo-lhe que ele não tem culpa de nada do que está acontecer.

Vasco vai ao quarto de Carlota ver como ela está. Carlota diz-lhe que está muito magoada com Carmo por ter tentado virar o Simão contra si. Vasco diz-lhe que gostou da forma como ela defendeu o casamento em frente ao pai. Argumenta que Carlota foi a melhor coisa que lhe aconteceu na vida. Beijam-se apaixonados.

Célia e Miguel recebem um jornalista e um operador de câmara em casa. Pedem, abalados, em frente à câmara que Inês volte para casa, assentindo que não estão chateados com e que somente querem o seu bem. Célia desaba a chorar, muito emocionada.

Lena faz torradas para Marta, que está em profunda depressão. Marta diz-lhe que não quer comer e que não faz falta a ninguém. Lena fica muito preocupada.

Eduardo e Teresa chegam ao hospital abraçados. Bárbara, que os observa, chora, enquanto eles se afastam.

Miguel e Célia consolam-se mutuamente, acreditando que com aquela entrevista alguém poderá reconhecer Inês. Célia diz-lhe que não vai parar de procurar, dizendo-lhe que vai informar os hospitais. Abraçam-se, tristes.

No hospital, Ju diz a Teresa que continua sem perceber por que razão Simão não vai visitá-la, limitando-se somente a ligar-lhe. Teresa, atrapalhada, diz-lhe que ele tem estado muito ocupado e que por isso não tem tempo.

Aniceto está pronto para o seu primeiro dia de trabalho na rádio. De súbito, Ludovina e Gabi vêm os apelos de Miguel e Célia, na televisão, para encontrar Inês. Rafa pergunta-se algum dia vai voltar a vê- la. Ludovina pede-lhe para ter fé.

Teresa continua a olhar, muito comprometida, para Ju enquanto ela expressa que o facto de Simão estar com muito trabalho não o desculpa por nunca mais a ter ido visitar. Ju recebe uma chamada, é Simão. Ju sorri muito feliz e apaixonada.

Lena caminha pelo corredor do hospital, espreitando para dentro dos quartos, parando para descansar. Sorri, provocadora, quando encontra o quarto que procurava. Lena entra no quarto de Aníbal e troça da sua situação. Diz-lhe que Simão devia ter feito o serviço completo e ter acabado com ele. Lena conta a Aníbal que foi ela quem entregou o dossier com as provas dos seus desfalques no hospital. Vinca ainda que ele está a pagar por ter contado a Vasco que ele era o seu dador de medula óssea. Aníbal olha-a em fúria.


Sobre «Jardins Proibidos»

Casaram-se e tiveram uma filha, Clarinha.

É surpreendente ver que na atualidade estão separados. O que é que correu mal? Teresa uma médica lutadora, empenhada nas causas sociais, idealista, luta por salvar a fábrica da família e os respetivos postos de trabalho. Por sua vez Vasco não se adapta aos novos tempos e novas regras do mercado. Em desespero viaja pelas economias emergentes em busca de um parceiro que salve a fábrica. Quando regressa Teresa está gravida, é um choque para ele.

Teresa é médica interna de um dos mais prestigiados hospitais públicos do país. O único que realiza transplantes do coração. É aí que conhece Eduardo Câmara, um cirurgião cardiotorácico, nascido nos Açores. Entre eles nasce uma atração e uma profunda cumplicidade.

Eduardo por sua vez viveu uma intensa história de amor nos Açores com Marta, uma médica obstetra. Foi uma relação que acabou dramaticamente, com ambos a culparem-se um ao outro. Voltam a cruzar-se no hospital.

No hospital Marta torna-se grande amiga de Teresa. Ela é prima de Lena, uma antiga colega de escola de Teresa. Lena é uma advogada, implacável, agressiva, e que nutre uns ciúmes e uma inveja doentia por Teresa. Através de Marta, Lena a Teresa voltam a relacionar-se. Lena promete a Teresa que lhe salva a fábrica. Por causa da fábrica Vasco e Lena vão ter que privar. Quando tudo parece bem encaminhado entre Teresa e Vasco, Lena seduz Vasco. Teresa e Vasco voltam a separar-se.

Paralelamente Mónica, uma jovem de Penacova perto de Coimbra, estudante de Gestão no 3ºano em Lisboa, irmã de Rui, um médico que está a fazer o internato e pretende-se especializar na área dos transplantes, apaixona-se perdidamente por Alfonso um aristocrata espanhol que está a fazer o Erasmus em Lisboa. Vão viver uma turbulenta história de amor.

Esta é uma história que tem como centro o amor. O amor como é vivido nos nossos tempos. O amor vivido nos limites.

É uma história que surpreende, que vai fazer a diferença. Uma novela altamente dinâmica. É uma novela moderna com temas de rotura, simultaneamente terna, provocadora e divertida. É um retrato social altamente abrangente que vai emocionar, empolgar e entusiasmar o espectador.

Ficha Técnica

Título Original: Bárbara é procurada pela polícia
Categoria: Novela nacional
Formato: Drama
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares