EP 302 No próximo episódio, Simão visita Jú

Qua, 30 set 2015 23:55 TVI

Neste episódio

Sofia acusa Nuno de não lhe dar atenção. Nuno diz-lhe que tudo o que se passou nos últimos meses lhe fez repensar nas suas prioridades de vida, tendo decidido não perder mais tempo em pedi-la em casamento. Sofia sorri e chora, aceitando logo o pedido do seu amado. Beijam-se apaixonados.

Gabi está de partida de Portugal. Ela e Ludovina desabam a chorar por se voltarem a separar. Sónia, que entretanto bate à porta, diz que precisa de falar com elas. Eduardo, que continua a conduzir, diz a Bárbara que vai para onde ela quiser, pedindo-lhe que pare de encostar aquela faca a si. Bárbara diz-lhe que vão a caminho da lua-de-mel deles, gritando descontrolada, para que Eduardo se cale e continue a conduzir.

Gabi ouve Sónia a culpabilizar-se pois não tem sido uma boa mãe para Gabi devido à sua agitada vida profissional, tendo já percebido no seu olhar o quanto ela fica mais feliz na casa dos Catarino. Gabi e Ludovina abraçam-se a agradecer a Sónia por permitir que Gabi fique ali a viver.

Cláudia diz a Chico ter tomado a única decisão possível para conseguir salvar Marta da morte. Chico olha-a, muito triste, por perceber do que ela está a falar. Cláudia diz-lhe que lhe pode prometer que ainda podem ser muito felizes juntos se ele a perdoar pelo que vai fazer.

Fernanda abre a porta a Lena, que entra à procura de Vasco. Lena começa por troçar com ele por ter sido abandonado no altar e que ainda não é tarde de mais para ele lhe salvar a vida. Vasco retorque e diz-lhe que a denunciou pelas suas vigarices à Ordem dos Advogados, arruinando a sua carreira. Lena sai a prometer vingança, ressalvando que ninguém se fica a rir dela.

Eduardo continua a conduzir, sob ameaça de Bárbara, numa estrada junto ao mar. Tenta enganá-la dizendo que talvez ela tenha razão e deva ficar com ela e não com Teresa. Bárbara afrouxa a pressão da faca, mas logo se irrita com ele, sem acreditar nas suas palavras.Teresa vê dezenas de mensagens a apitar no seu computador a dizer. O Eduardo é meu para sempre.. Pega, de imediato no telemóvel, e liga para o seu amado a temer o pior.

Bárbara sorri ao ver que Teresa está a ligar para Eduardo, obrigando-o a atender a chamada. Bárbara tira o cinto para forçar Eduardo a dizer a Teresa que a vai deixar para ficar com ela. Eduardo aproveita que Bárbara está sem cinto para travar o carro a fundo enquanto consegue dizer a Teresa onde estão. No exterior, vê-se o carro a fazer peões enquanto, no interior, Eduardo luta com Bárbara que num movimento rápido vira o carro em direção à falésia e diz-lhe que vão ficar juntos na morte. De repente, vê-se o carro a cair da falésia.

Teresa, que já chora, a perceber que algo de grave se passou na luta de Eduardo com Bárbara, faz uma nova chamada a pedir ajuda urgente, saindo disparada, porta fora.

Teresa, já sem conseguir pensar com clareza, somente pede que vão ao local onde estava Eduardo, desatando a correr e a chorar pelo corredor sob o olhar intrigado de todos os presentes. Sai a correr do hospital enquanto tenta ligar para Eduardo.

Telma que entra no hospital pede a Bruno que ajude a senhora que se sentiu mal na praia. Bruno pede-lhe que não saia dali com Telma a consentir esperar por ele.

Teresa conduz, aflita, para o local onde Eduardo lhe disse que estava com Bárbara. Teresa pára o carro ao deparar-se com uma barreira policial a delimitar o local do acidente, gritando em choque ao ver um corpo tapado a ser levado para dentro da ambulância.

Célia e Miguel confortam Manuel do choque da morte de Bárbara. Manuel não chega a verter uma lágrima. Suspira fundo na solidão cada vez maior que sente agora que Bárbara deixou a sua vida.

Bruno olha, embevecido, para o sorriso de Telma e diz-lhe que graças a ela a senhora vai sobreviver. Telma corta, de imediato, a conversa com Bruno, dizendo que já não está ali a fazer nada.

Cláudia entra com Sebastião no quarto de Marta, que permanece sem reação. Cláudia pede desculpa a Marta por só agora ter percebido toda a dor que lhe fez passar ao tirar-lhe o filho. Marta verte uma lágrima ao prender a mão de Sebastião na sua. Cláudia sorri por ver que a irmã está a voltar ao que era.

Leonor diz a Mariana que está na altura de deixar o passado para trás e focar-se no presente, que é o que realmente interessa, pegando nas cinzas de Tomás.

Lena chama Mateus ao seu escritório para lhe propor ser seu sócio se ele desistir da queixa que fez contra ela na Ordem dos Advogados. Mateus vinca no entanto fazer questão que ela seja mesmo expulsa da Ordem por ser pessoas como ela que mancham o bom nome da advocacia. Lena, furiosa, avança com um abre-cartas no punho para Mateus, mas este imobiliza-a facilmente devido ao seu estado, saindo sem a ajudar. Lena chora, raivosa, e sem forças prostrada no chão.

Ju fala ao telemóvel com Simão sobre a surpreendente visita que vai receber hoje. Diz-lhe de sorriso enternecido estar tudo bem com o filho que vão ter em breve.

Bruno pede desculpa a Telma por ter demorado tanto tempo a perceber que o seu destino passa por ficar a seu lado, dizendo-lhe que ela o fez acreditar no amor pela primeira vez na sua vida.

Leonor, que está à beira-mar faz um discurso de despedida a Tomás, dizendo-lhe esperar que com a sua partida ela tenha finalmente paz. Num gesto seco e de joelhos, deita as cinzas de Tomás ao mar, afastando-se para junto de Mariana, Tiago, Carlos e Rui.

Zé, o pai de Rafa, vai ao hospital e pede indicações à rececionista, seguindo para o corredor de expressão séria. Rafa acaba de dobrar a esquina do corredor quando vê Zé a abrir a porta do quarto e a entrar. Rafa fica em pânico e desata a correr em direção à porta do quarto onde Ju está internada. Rafa imobiliza o pai e avisa-o que lhe dá outra tareia se ele tiver vindo ali fazer mal a Ju, ficando surpreendido quando Ju lhe explica que foi ela quem o chamou ali.

Leonor verte o último choro por Tomás e diz a Mariana e a Carlos que está por fim recuperada daquele trauma. Nuno aproxima-se a olhá-los e Rui fica tenso quando dá de caras com ele. Leonor sorri sem lhe dar importância.

Bruno vai ter com dois polícias que o esperam na receção do hospital. Diz-lhes que já podem levar a pessoa que vieram ali buscar, salientando ter todo o gosto em indicar-lhes pessoalmente o quarto deste. A enfermeira vai ao quarto de Aníbal e avisa-o que pode arranjar as suas coisas para ser levado pela polícia, que já lá está no hospital. Aníbal começa a vestir-se à pressa, determinado em fugir.

Ju explica a Rafa ter proposto a Zé que ela e Simão fossem designados como seus tutores legais para lhe poderem proporcionar um futuro melhor. Zé admite a Rafa que aquela proposta envolveu contrapartidas financeiras para si. Rafa olha desiludido para Zé, mas logo muda de expressão e sorri comovido para Ju.

Aníbal sai do seu quarto, cautelosamente. Bruno avista-o e avisa os polícias que seguem atrás dele. Aníbal foge pelo corredor fora. Teresa está numa manifestação exigindo melhores condições sociais no país, que decorre em ambiente pacífico.

Rui olha para Nuno que lhe diz saber o que se passou com ele na noite da morte de Tomás, tendo o rapaz que ele auxiliou morrido nos seus braços. Nuno diz-lhe que não foi por sua culpa que o rapaz morreu. Rui abraça Nuno por finalmente conseguir ter paz.

Teresa segue na manifestação que percorre a rua. De súbito vê-se Aníbal a correr com a polícia no seu encalço. Este tropeça e cai no chão, acabando por ser apanhado pela polícia.


Sobre «Jardins Proibidos»

Casaram-se e tiveram uma filha, Clarinha.

É surpreendente ver que na atualidade estão separados. O que é que correu mal? Teresa uma médica lutadora, empenhada nas causas sociais, idealista, luta por salvar a fábrica da família e os respetivos postos de trabalho. Por sua vez Vasco não se adapta aos novos tempos e novas regras do mercado. Em desespero viaja pelas economias emergentes em busca de um parceiro que salve a fábrica. Quando regressa Teresa está gravida, é um choque para ele.

Teresa é médica interna de um dos mais prestigiados hospitais públicos do país. O único que realiza transplantes do coração. É aí que conhece Eduardo Câmara, um cirurgião cardiotorácico, nascido nos Açores. Entre eles nasce uma atração e uma profunda cumplicidade.

Eduardo por sua vez viveu uma intensa história de amor nos Açores com Marta, uma médica obstetra. Foi uma relação que acabou dramaticamente, com ambos a culparem-se um ao outro. Voltam a cruzar-se no hospital.

No hospital Marta torna-se grande amiga de Teresa. Ela é prima de Lena, uma antiga colega de escola de Teresa. Lena é uma advogada, implacável, agressiva, e que nutre uns ciúmes e uma inveja doentia por Teresa. Através de Marta, Lena a Teresa voltam a relacionar-se. Lena promete a Teresa que lhe salva a fábrica. Por causa da fábrica Vasco e Lena vão ter que privar. Quando tudo parece bem encaminhado entre Teresa e Vasco, Lena seduz Vasco. Teresa e Vasco voltam a separar-se.

Paralelamente Mónica, uma jovem de Penacova perto de Coimbra, estudante de Gestão no 3ºano em Lisboa, irmã de Rui, um médico que está a fazer o internato e pretende-se especializar na área dos transplantes, apaixona-se perdidamente por Alfonso um aristocrata espanhol que está a fazer o Erasmus em Lisboa. Vão viver uma turbulenta história de amor.

Esta é uma história que tem como centro o amor. O amor como é vivido nos nossos tempos. O amor vivido nos limites.

É uma história que surpreende, que vai fazer a diferença. Uma novela altamente dinâmica. É uma novela moderna com temas de rotura, simultaneamente terna, provocadora e divertida. É um retrato social altamente abrangente que vai emocionar, empolgar e entusiasmar o espectador.

Ficha Técnica

Título Original: No próximo episódio, Simão visita Jú
Categoria: Novela nacional
Formato: Drama
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares