EP 64 Íris entusiasma-se ao ver o seu novo carro: «É tão linda a máquina!»

Em «Rua das Flores», íris (Julie Sergeant) surge toda aperaltada para ir com Constantino (António Melo) dar uma volta no seu novo carro. A rececionista do hostel não consegue parar de tirar fotografias e o seu marido mostra-se muito contente com o negócio. 

Conteúdo patrocinado
Seg, 18 jul 2022 19:20 TVI

Neste episódio

Margarida (Joana Coelho) confronta Fábio (David Carreira), querendo saber o que ele está ali a fazer. Ele nervoso não sabe o que responder e começa a afastar-se. 

Estrelícia (Patrícia Tavares) liga para Violeta (Sofia Grillo) e desabafa sobre Fábio ter aparecido ali com sushi e vinho. Começa a benzer a casa com incenso. 

Pedrosa (Joaquim Horta) está muito confuso, não sabe o que fez de errado. Constantino (António Melo) e Íris (Julie Sergeant) continuam a acusá-lo de algo gravíssimo. Pedrosa pede desculpa a Hortênsia (Rita Lello) e vai embora. 

Tília (Ana Bola) regressa a casa do jogo, guarda a roupa e os acessórios do Benfica numa caixa, enquanto vai cantando SLB. De repente para de cantar e faz ar de nojo ao guardar as coisas.

Íris e Constantino muito contentes por o seu plano estar a correr bem. O plano para tramar Pedrosa vai de vento em popa.

Arnaldo (José Pedro Gomes) está muito entusiasmado a contar a Rosa (Matilde Breyner) o jogo do dia anterior. Tília entra e estranha a gritaria que Arnaldo faz. Acaba por voltar para o quarto, deixando Arnaldo confuso com aquela reação. Tocam à campainha e Rosa vai receber uma carta.

Sergei (Pedro Diogo) pela churrasqueira a olhar para as paredes. Angélica (Mafalda Tavares) dá por isso e, antes que ele diga alguma coisa, defende logo que está tudo limpinho. Sergei não ia dizer nada daquilo. Angélica quer saber o que fazia ele a olhar para as paredes. 

Hortênsia a lavar o chão quando Óscar desce. Ela quer falar, mas ele não fica nada contente de a ver. Ela defende que não o quer ofender, mas sente-se no direito de fazer perguntas, como ex-mulher de Fernando (Carlos Cunha). 

Arnaldo anda à procura do comando, quando nota o envelope que Rosa recebeu para Tília. Chama-lhe a atenção ser um envelope do FCP. Fica em choque quando lê 'Sócia Tília'. Arnaldo agarrado ao peito, a sentir-se mal. Tenta chamar Tília, mas a voz mal lhe sai.

Sergei responde a Angélica que apenas está a pensar mudar a decoração e tem estado a pensar porque é que ainda não ganhou Estrela Michelin e, como vende o melhor frango do Mundo, a resposta só pode ser ou a decoração ou a empregada.

Jasmim entra e encontra Arnaldo agarrado ao coração. Acha que é ataque cardíaco e prepara-se para chamar ajuda. Arnaldo com dificuldade, quer que ele chame Tília. 

Flora (Susana Blazer) esbarra em Marcolino (Nuno Pardal) na rua e tenta novamente lançar-lhe charme enquanto ele tenta esquivar-se. Comenta que ele anda com a roupa amarrotada e convida-o a passar pela lavandaria, para lhe tratar da roupa.

Tília acabou de chegar e Arnaldo mostra-lhe o envelope do FCP, querendo saber porque o clube rival manda cartas para Tília e a chama de sócia. Ela tenta disfarçar, mas ele não a deixa em paz e ninguém sai dali até ele perceber o que se está a passar.


Sobre «Rua das Flores»

Tília não impinge o seu trabalho a ninguém, no entanto, todos naquela rua a procuram, embora ninguém o admita. Por vergonha, mas também por ninguém querer acreditar verdadeiramente nas profecias de Tília... que, em boa verdade, acabam sempre por se concretizar. E é justamente no concretizar de uma dessas profecias que começa a nossa história.

Todavia, a Rua das Flores é muito mais que dona Tília. É uma rua também invulgar, por numa das pontas estar a ser construído um prédio, que fará daquela rua uma rua sem saída. E se aquela população já tinha guerras de sobra por cada um dos lados da rua pertencer a freguesias diferentes, agora terão um conflito ainda maior: é que a rua vai passar a ser um beco, derivado a uma construção em que ninguém conhece o dono.

Na Rua das Flores não há dia em que as confusões não sejam mais do que muitas, o que vai piorar quando descobrirem que desapareceu o caderno onde Tília apontava todas as suas previsões. Ou seja, está lançado o pânico da Rua das Flores! É que se o caderno desapareceu, alguém o tem. E esse alguém passará a saber tudo sobre toda a gente. E não existe por ali, quem não tenha segredos a esconder... segredos esses que vão começar a ser espalhados pela Rua, sem revelar de quem são. E todos os habitantes passam a desconfiar uns dos outros.

 

Ficha Técnica

Título Original: Íris entusiasma-se ao ver o seu novo carro: «É tão linda a máquina!»
Categoria: Novela nacional
Formato: Comédia
Favoritos

Partilhar