EP 128 «Elas são a tua outra irmã e a tua sobrinha»

Em «Amar Demais», Rita (Beatriz Barosa) apresenta Estela (Isabel Figueira) e Joana (Catarina Rebelo) a Madalena (Sofia Ribeiro), deixando-a boquiaberta com a verdade.

Ter, 23 fev 2021 22:42 TVI

Neste episódio

Peter (Joaquim Nicolau) acha que devem ter Preto (Vítor Norte) e Zeca (Graciano Dias) sob vigilância, para perceberem se estão ou não feitos um com o outro. Raul (Sérgio Praia) conta que seguiu os conselhos do tio, que as coisas com Célia (Sofia Ribeiro) melhoraram e que vão casar.

Estela (Isabel Figueira) indica que quer conhecer Madalena (Sofia Ribeiro) e Célia dá-lhe a entender que ficou com a sensação que ela não se mostrou interessada em ter irmãs.

Rita (Beatriz Barosa) explica como chegou até São (Estrela Novais). Rute (Ana Guiomar) decide ir falar com ela para perceber melhor aquela história.

Zeca (Graciano Dias) conta a Ulisses (Nuno Homem de sá) que Preto (Vítor D'Andrade) o ajudou a vender os diamantes e que, agora, deve querer algum favor.

Filomena (Sofia Nicholson) estranha que Vanda (Fernanda Serrano) tenha recusado um donativo generoso de Arnaldo (João Lagarto) e começa a desconfiar de que Vanda está interessada em Zeca.

Estela chega a casa e estranha ver tanta gente. Rita indica que não sabia que ela era tia de Joana (Catarina Rebelo) e irmã de Célia. Joana pergunta à tia se já sabe que Célia tem uma irmã gémea e Estela estranha que Joana já saiba.

Célia entra no quarto, procura uma imagem de Madalena na internet e tenta copiar a imagem dela.

Joana explica a Estela como soube daquela história e como Rita chegou àquela conclusão. Estela fica atordoada por Rita poder ser sua sobrinha e Conceição sua avó.

Ema (Ana Varela) e Emília (Dina Félix da Costa) acham que a única forma de esclareceram tudo é fazendo um teste de ADN. Rute chega e diz que Conceição tem uma palavrinha para lhes dar.

Eça (Nuno Pardal) e Ulisses (Nuno Homem de Sá) estão chocados por Zeca ter feito um acordo com Preto aquando da venda dos diamantes, sem ter deixado claro o que ele queria em troca.

Todas ficam chocadas por Conceição assumir que Paula é sua filha, mas que fugiu do país, após por ter tido uma filha, sendo o marido estéril.

Rita e Joana tentam saber mais acerca do sítio onde Paula terá ido buscar a tal menina. Conceição diz que foi na ilha Terceira. Rita confirma que o avô dela era de lá.

Raul agradece a Célia por estar na sua vida e beijam-se apaixonados.

Gisela (Carla Vasconcelos) vai ter com Zeca e percebe que algo se passa, mas primeiro conta que São teve uma filha e que ela ficou com uma das gémeas. Eles ficam confusos, mas Zeca pede ajuda a Gisela para tirar as irmãs e Ema de casa no dia seguinte.

Estela percebe que há uma grande probabilidade de Madalena ser sua irmã. Rita pergunta se os seus pais ainda são vivos, mas ela diz que morreram. Estela quer conversar com Madalena, para tentar perceber melhor a história.

Ema e Emília estão a tomar o pequeno-almoço, quando Gisela finge que recebe uma chamada de uma vizinha a avisar que há uma inundação na florista. Ema e Emília prontificam-se para ajudar e decidem chamar o resto das irmãs.

Zeca finge-se surpreendido quando Ema lhe diz que houve uma inundação na florista e pede ajuda a Carolina (Joana Manuel) para preparar um pequeno-almoço requintado, para uma pessoa que vai receber.

Raul diz a Célia que gostou muito da noite que tiveram e Célia informa-o que vai às compras para se pôr bonita para ele.

Madalena vai ter com Rita e pergunta-lhe o que tem de tão urgente para falar com ela.

Peter recebe chamada e fica a saber do encontro de Zeca e de Preto.

Rita chama Joana e Estela e apresenta-as a Madalena, como sendo suas irmã e sobrinha.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: «Elas são a tua outra irmã e a tua sobrinha»
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares