EP 11 «Eu fui violada!»

Em «Amar Demais», Ema (Ana Varela) revela que foi violada e que, por isso, fugiu. Ao falar da filha emociona-se e Zeca (Graciano Dias) beija-a com paixão. 

Sex, 25 set 2020 21:50 TVI

Neste episódio

Joana (Catarina Rebelo) pede desculpa por ter beijado Fred (Filipe Matos) e este diz-lhe que não quer nada com ela, porque está apaixonado por Diana (Matilde Reymão). Joana liga o barco para o levar para terra.

Zeca (Graciano Dias) sai da prisão com um ar tenso e pensa no que Preto lhe disse. O ex-namorado de Ema (Ana Varela) sabe que está a arriscar, mas não tem alternativa.

Peter (Joaquim Nicolau) acha que Zeca está ali porque descobriu o esquema. Raul (Sérgio Praia) sugere perguntarem a Midas se lhe contou alguma coisa.

Vanda (Fernanda Serrano) está determinada a conseguir o que quer e vai usar uma brecha que encontrou no casamento de Raul. Luís (Diogo Branco) censura a mãe, porque Raul é casado com a sua amiga. Vanda considera que lhe vai fazer um favor.

Ema entra no carro, a pensar nas coisas que Vanda lhe disse, acha que ela tem razão e que tem de resolver aquele assunto.

Evelina (Susana Arrais) olha para o bairro com desdém, entra na barbearia e pergunta onde é o velório de Jaime. Sandro (Miguel Bogalho) indica-lhe o caminho e fica com a sensação de que conhece a cara dela de algum lado.

Lina e Rute (Ana Guiomar) estão perturbadas com o incêndio. David (Jorge Albquerque) também está indignado com o que aconteceu e promete fazer justiça. Rute não acredita que David queira ajudar, e Lina conta que todos os moradores receberam cartas de despejo.

Rita (Beatriz Barosa) dá os parabéns a Raul, ele estranha, e conversam sobre o currículo dela.

Eça (Nuno Pardal) reconhece Evelina e ela diz que foi prestar solidariedade à família, ficando atenta à chegada de Zeca.

David acha que não podem mandar toda a gente embora e vincaque vai falar com um advogado. Rute não acredita na boa vontade dele e pergunta-lhe o que quer em troca. David pede-lhe o contato de Emília (Dina Félix da Costa).

Zeca conta a Eça que arranjou maneira de vender os diamantes, mas prefere não entrar em pormenores.

Emília limpa o chão, quando o seu telefone toca,: é David a convida-la para jantar e a pedir-lhe a morada para a apanhar. Emília fica atrapalhada, mas dá-lhe a morada da casa da patroa.

Filomena (Sofia Nicholson) fica nervosa ao ver Vanda chegar. Ela leva um ramo de flores e diz que quer resolver o mal-entendido com Raul. Filomena diz que ele não tem tempo para a receber, mas Vanda está disposta a esperar.

Raul acha piada ao motivo que fez Rita tornar-se editora, elogia a sua determinação e olha-a com interesse redobrado.

Evelina mete conversa com Zeca e ele indica que já leu algo dela. E escritora oferece-lhe um livro e dá-lhe o seu número de telefone.

Ema dá os sentimentos a Eça e ele fica feliz por voltar a vê-la. Ema diz que precisa de falar com Zeca e saem os dois. Fanã (Salvador Nery) observa a cena e fica admirado com o sucesso que Zeca faz com as mulheres.

Ema explica que foi embora na noite anterior porque teve medo de que alguém a visse e fizesse juízos de valor. Ema conta que, agora, é casada e tem um filho. Zeca não espera que Ema olhe para ele da mesma forma e ela refere que lhe deve uma resposta. Ema acaba por revelar que foi violada e que não contou nada porque sabia que Zeca ia matar o homem. Zeca aproveita para revelar que também não matou ninguém, mas Ema não quer falar sobre isso e vai embora.

Rute liga a Emília e revela que ainda não contou a verdade a David.

Ema foge de Zeca, diz-lhe que o destino não quis que ficassem juntos e que, agora, tem outra vida e só precisa de fechar o ciclo com a filha.

Raul acha muita piada a Rita e admira-a com os olhos, mas ela não percebe. Raul repara no manuscrito que Rita tem na mão, quando Vanda invade o gabinete de Raul.

Rita e Ema chocam e as folhas do manuscrito de Zeca voam. Ema fica perdida numa passagem do manuscrito que fala da escolha entre o amor da mãe e a mulher da sua vida. Ema confessa que leu algo que lhe tocou e que gostaria de ler o manuscrito.

Raul quer saber o que é que Vanda quer dele, afinal. Ela aproxima-se de forma provocante e ele beija-a. Filomena, que ia a entrar, fica em choque e volta a sair. Nesse momento, repara em Ema e tenta a todo o custo impedir a sua entrada.

Vanda interrompe o beijo e acusa Raul de se atirar a ela. Raul ouve Ema e manda Vanda esconder-se debaixo da sua secretária. Ela recusa-se e ele promete fazer um donativo chorudo ao instituto. Vanda acaba por ceder e Ema entra no escritório do marido.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: «Eu fui violada!»
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares