EP 101 Zeca faz negócio com Arnaldo

Episódio 101.

Ter, 19 jan 2021 22:42 TVI

Neste episódio

Vanda (Fernanda Serrano) está na cama com Gabriel (Ricardo Carriço) e fica histérica quando Luís (Diogo Branco) lhe pede que Joana (Catarina Rebelo) fique em casa deles alguns dias, mas acaba por aceder para agradar a Ema (Ana Varela).

Ema está incrédula com a hipocrisia de Raul (Sérgio Praia) e censura-o por não ligar nenhuma ao filho.

Gisela (Carla Vasconcelos) pergunta a Rute (Ana Guiomar) como é que ela obteve todas as informações sobre Raul.

Joana fica feliz por poder ficar em casa de Luís e saem. Começam a entrar clientes e Maria Helena (Maria Emília Correia) prevê uma noite de trabalho intenso com a festa no bairro.

Arnaldo (João Lagarto) tenta convencer Evelina (Susana Arrais) a ir de férias para se concentrar no próximo livro e ela fica surpreendida pelo facto do empresário não querer ir com ela. Arnaldo comenta com o assessor que pretende livrar-se da editora, agora que já resolveu o problema do livro.

Rute afirma que obteve as informações sobre Raul porque aceitou um trabalho em casa do comendador.

Ema acha que Célia (Sofia Ribeiro) não pode estar a fazer tudo aquilo por acaso e sugere que Rute volte a casa de Peter (Joaquim Nicolau) para descobrir mais coisas.

Zeca (Graciano Dias) explica que usou Carolina (Joana Manuel) como testa de ferro para comprar a editora e afirma que vai recompensar a lealdade de todos.

Rita (Beatriz Barosa) é pressionada para não voltar para Nova Iorque e afirma que vai pensar no assunto com carinho.

Arnaldo liga para Zeca para lhe propor um negócio.

Rute conta às irmãs que convidou a marquesa para vir às marchas e jantar na casa delas.

Peter fica confuso quando Raul o acusa de ter vendido as ações da editora a Zeca. Peter diz ao sobrinho que vendeu a sua participação a Carolina e, rapidamente, conclui que ela é a esposa de Zeca e que ele comprou a editora com o dinheiro dos diamantes e usou a marquesa como testa de ferro. Raul recebe chamada de Célia e sai.

Arnaldo propõe a Zeca que lhe compre a editora para recuperar os direitos do livro de Evelina, mas impõe como condição que ele retire o seu nome da obra.

Há grande movimento no bairro e prepara-se tudo para o desfile da marcha. Carolina e Antonieta (Lia Gama) entram no bairro e estão completamente deslocadas. Rute convida-as para beber alguma coisa na esplanada e Carolina fica chocada quando descobre que Ema se separou do marido.

Zeca aceita a proposta de Arnaldo de comprar a editora, mas questiona o tio sobre o interesse dele em Evelina. Arnaldo afirma que apenas quis ajudar a rapariga e que agora ela já não precisa da ajuda dele.

Antonieta censura Carolina pela forma como ela tratou Ema e pede à neta que se contenha para não perderem a boa vida que têm. Rute oferece uma cerveja a Carolina e a Antonieta e elas olham para as garrafas sem saber o que fazer. Ulisses cumprimenta Antonieta e Carolina e senta-se junto a elas.

Arnaldo nega qualquer envolvimento no roubo do livro e pergunta ao sobrinho se fecham negócio ou não.

Ema insinua que David (Jorge Albuquerque) está no bairro para se despedir de Emília (Dina Félix da Costa), mas ele afirma que está ali apenas porque a avó insistiu muito por causa da marcha.

Maria Helena (Maria Emília Correia) e Diana (Matilde Reymão) elogiam Emília, deixando David incomodado. David recebe chamada de Peter a perguntar onde é que ele está.

Antonieta e Carolina ficam surpreendidas por ver Gabriel (Ricardo Carriço) no bairro e ele aflito quando as vê.

Raul leva Célia para a sua casa, mas certifica-se que não são vistos por ninguém.

Emília confessa que está nervosa com o desfile devido à presença de Gabriel. Ema diz-lhe que David também está no bairro e acha que ele pode deixar de ser casmurro se perceber que a pode perder para outro homem. Os marchantes preparam-se para sair.

Célia acha que é uma loucura ficar em casa de Raul, ele declara-se e envolvem-se.

A marcha desfila pelo bairro. O ambiente é de muita alegria. Zeca fica surpreendido com a presença de Carolina e Antonieta. Ema desfila na marcha e Zeca sorri, ao vê-la. Gabriel repara e provoca Carolina.

Emília (Dina Félix da Costa) empolga-se e dança com muita energia, deixando David (Jorge Albuquerque) embasbacado. Peter (Joaquim Nicolau) abre caminho pelo meio da marcha e chovem assobios em protesto. Todos estranham o comportamento de Peter, mas a marcha prossegue.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Zeca faz negócio com Arnaldo
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares