EP 19 Célia e Joana estão de partida para Lisboa

Episódio 19

Seg, 5 out 2020 21:47 TVI

Neste episódio

Joana (Catarina Rebelo) agradece a Zé Manel, mas Célia (Sofia Ribeiro) diz que não pode aceitar. Zé Manel faz questão de que Joana esteja ao pé de Fred (Filipe Matos) quando ele acordar. Célia diz que não têm onde ficar e Estela (Isabel Figueira) sugere que fiquem em casa das filhas de Rosa.

Zeca (Graciano Dias) atende a chamada de Eça (Nuno Pardal) e diz-lhe que está tudo bem.

Peter (Joaquim Nicolau) finge-se ofendido por Diana (Matilde Reymão) achar que foi ele quem mandou o grupo dispersar a manifestação. Maria Helena (Maria Emília Correia) acusa Peter de se fazer de vítima e de não passar de um aldrabão, a prova disso é que lhe deu um quadro falso.

Gisela (Carla Vasconcelos) atende uma chamada de Estela, que lhe pede ajuda por causa de Joana.

Emília (Dina Félix da Costa) tenta ouvir a conversa de Evelina (Susana Arrais) e de Vanda (Fernanda Serrano), mas ela manda-a embora.

Evelina acredita que Zeca é inocente e lembra que se o que está escrito no livro for verdade, o verdadeiro assassino tem estado este tempo todo em liberdade.

Estela diz que Célia e Joana podem ficar em casa de Gisela. Joana fica radiante. Célia não tem como recusar e troca um olhar tenso com Estela.

Ema chega a casa e, desolada, atira-se para cima da cama e fica a olhar para o teto, pensativa.

Carolina (Joana Manuel) conta a Gabriel (Ricardo Carriço) que fez um acordo pouco ortodoxo para conseguir pagar as suas dívidas, e conta que vai casar-se.

Vanda continua a afirmar que Zeca é culpado e que aquele livro é ficção. Emília despede-se de Vanda e leva o vestido.

Luís (Diogo Branco) mete conversa com Ferreira, e pergunta-lhe se está interessado em fazer o catering do evento da sua mãe. Ferreira diz que sim.

Peter vê o quadro falso que deu a Maria Helena, pega nele e entra para a divisão secreta. Peter entra na sala secreta onde está um quadro igual ao quadro falso. Peter olha para ele apreensivo, pensando no que fazer.

Célia e Estela saem para ir buscar uma mala de viagem à vizinha. Joana está muito agradecida a Célia por ter aceitado viajar com ela.

Joana liga a Diana para saber de Fred e fica preocupada por ele ter sido operado e ainda não haver novidades. Joana avisa que vai no dia seguinte para Lisboa.

Gabriel aconselha Carolina a não avançar com aquele casamento, mas ela diz-lhe que não tem alternativa, pois Antonieta já decidiu que o casamento irá realizar-se. Antonieta pede a Gabriel para não se meter nos assuntos da sua família.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Célia e Joana estão de partida para Lisboa
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares