EP 31 Zeca fica entre a vida e a morte

Episódio 31.

Seg, 19 out 2020 21:45 TVI

Neste episódio

Joana (Catarina Rebelo) assume que mentiu à mãe e que foi a casa de Ema (Ana Varela), despedir-se dela. Joana diz que acabou por encontrar Fred (Filipe Matos) e que tomou uma decisão importante: não pode voltar para os Açores, pois tem de ficar em Lisboa a lutar por ele.

Salomé (Madalena Brandão) pede ajuda e aparecem dois enfermeiros, que ficam assustados com o que veem. Célia (Sofia Ribeiro) está incrédula com a mudança de planos de Joana e acha que foi ideia de Ema. Joana afirma que sabe pensar pela própria cabeça e acusa a mãe de ter ficado amargurada depois do pai dela a ter deixado. Célia perde a cabeça e dá um estalo a Joana, que vai embora chateada.

Fred está aborrecido com a forma como tratou Joana e já está arrependido de ter ido ali para casa, deixando Diana (Matilde Reymão) incomodada.

Duas enfermeiras passam a correr e Eça (Nuno Pardal) e Ulisses (Nuno Homem de Sá) percebem que estão a dirigir-se para o quarto de Zeca (Graciando Dias) e vão a correr para lá.

Vanda (Fernanda Serrano) ora beija Gabriel (Ricardo Carriço), ora o afasta, o que o deixa louco. Gabriel está completamente submisso e adora aqueles jogos. Gabriel promete arranjar mais dinheiro, mas acha que merece uma recompensa por ter conseguido os 50 mil euros.

Emília (Dina Félix da Costa) e David (Jorge Albuquerque) beijam-se, apaixonados. David diz-lhe que adorou os beijos e que agora podiam ir para casa dela, mas Emília disfarça e diz que prefere não se precipitar.

Santos Costa (Ricardo Castro) pergunta a Rita (Beatriz Barosa) se Raul (Sérgio Praia) a estava a assediar. Ela fica comprometida, mas responde que não.

Ema pensa na conversa que teve com Zeca e suspira fundo, pensando no que fazer à sua vida.

O enfermeiro empurra Salomé para fora do quarto. O outro enfermeiro informa o médico de que o paciente entrou em paragem cardíaca e o médico pede o desfibrilador. Eça e Ulisses assistem àquilo, incrédulos.

Diana anda de um lado para o outro, ansiosa. Fred explica-lhe que se quisesse ter alguma coisa com Joana tinha ficado no Faial.

Rute (Ana Guiomar) ainda está furiosa com o que se passou na agência e Constança (Filipa Pinto)  não percebe a irritação da tia. Constança vê Joana a chorar e abraçam-se.

Estela (Isabel Figueira) liga a Célia para saber a que horas chegam, mas Célia diz que Joana mudou de ideias e que ainda não sabe como a vai levar de volta. Célia está convencida de que foi Ema que lhe andou a meter ideias na cabeça.

Salomé conta a Eça e a Ulisses o que aconteceu com Zeca. Eles percebem, pela descrição, que o amigo foi envenenado.

Vanda e Gabriel estão a protagonizar o fetiche dele e não dão conta de que Emília entra em casa. Ela vê aquilo e tenta sair sem ser vista, mas derruba uma jarra e Vanda expulsa-a dali.

Joana diz que não quer ir para o Faial, porque não quer perder Fred. Rute acha que Joana não devia dar tanta importância a Fred, mas se quer mesmo conquistá-lo, pode fugir da mãe e ficar em Lisboa.

Salomé questiona-se sobre quem poderia ter interesse em envenenar Zeca e começa a achar que pode ter sido a mesma pessoa que o alvejou. Eça apressa-se a dizer que o tiro foi acidental, mas Salomé não acredita e acha que pode ter sido o verdadeiro assassino.

O médico tenta reanimar Zeca, mas sem sucesso e pede para aumentar a potência.

Gisela (Carla Vasconcelos) tem pena de não poder contar que Zeca vai casar. Sandro (Miguel Bogalho) e Fanã (Salvador Nery) veem Olga (Helena Costa) e não perdem a oportunidade de a cortejar.

Todos estão ansiosos à espera de notícias de Zeca e Eça resolve informar as irmãs Goulart.

O arquiteto apresenta uma maquete de um bairro de luxo. Arnaldo (João Lagarto) tenta não demonstrar muito entusiasmo e, no final, diz que gostou muito, mas que tem outras propostas.

Gabriel está preocupado com a possibilidade de Emília o ter reconhecido, mas Vanda acha pouco provável e espera que aquele incidente não o faça mudar de ideias em relação ao cheque.

Gisela não resiste e conta a Rute que Zeca vai casar, mas diz aquilo tão alto que toda a gente ouve. Gisela pede para guardarem segredo, mas Constança e Rute estão curiosas para saber quem é a noiva.

Sandro corta o cabelo a Luís e fala das miúdas que têm aparecido ali no bairro. Sandro diz que o coração dele já tem dono e que pertence a uma virgem de 30 anos. Luís acha piada pois sabe que Sandro também é virgem. Sandro pede ao primo para falar baixo, pois toda a gente acha que ele é um garanhão.

Gisela continua a falar do casamento de Zeca. Joana estranha que nenhuma delas seja casada e ouve a história de cada uma.

Peter (Joaquim Nicolau) fala ao telemóvel com alguém e espera que, desta vez, Zeca esteja mesmo morto.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Zeca fica entre a vida e a morte
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares