EP 48 Zeca é atacado na prisão

Episódio 48 de «Amar Demais».

Qua, 11 nov 2020 23:00 TVI

Neste episódio

Vanda (Fernanda Serrano) festeja o sucesso da sua vingança, enquanto repara na sua forma física, convencida que está cada vez melhor.

Peter (Joaquim Nicolau) está de lágrimas nos olhos por a mãe o ter deixado sozinho e liga à agência para pedir uma acompanhante.

Rute (Ana Guiomar) conta como chegou ao ponto de acumular tantas dívidas, quando recebe uma chamada da agência. A Goulart começa por dizer que não quer nada com eles, mas a funcionária insiste e diz que um dinheirinho extra vem sempre a calhar.

Raul (Sérgio Praia) entra em casa e observa Zequinha a desenhar e assume que tem sido uma besta com ele. David (Jorge Albuquerque) fica espantado por Raul estar a dar atenção ao filho e ter um gesto ternurento com ele.

Rute fica surpreendida quando a funcionária da agência lhe diz que pode pedir o valor que quiser. A namorada de Fanã lança para o ar o valor de cinco mil euros e arregala os olhos por a mulher aceitar.

Olga (Helena Costa) acha que Santos Costa (Ricardo Castro) foi ao restaurante só para ver Gisela (Carla Vasconcelos), mas esta desconfia.

Ema (Ana Varela) vai ter com Emília (Dina Félix da Costa) e percebe que é verdade que Zeca (Graciano Dias) vai casar e pergunta se elas sabem da detenção do Goulart.

Zeca está a dormir, quando ouve um barulho e acorda. Hélder surge com uma soqueira e abre a cela, dizendo que têm umas contas para ajustar, uma vez que Leandro era o seu melhor amigo. O ex-namorado de Ema pergunta-lhe o que quer dele e Hélder diz-lhe para escolher como quer morrer.

Emília conta às irmãs que Zeca foi detido e Ema sugere irem falar com Ulisses (Nuno Homem de Sá), para saberem mais pormenores sobre o que se passou com Zeca.

Rute aceita a proposta da agência, pois precisa do dinheiro e vai com as irmãs tentar saber mais pormenores do que aconteceu ao irmão.

Zeca (Graciano Dias) tenta convencer Hélder que é inocente e que o verdadeiro assassino de Leandro continua à solta. Sem piedade, começa a espancar o Goulart e, entre murros, Zeca oferece cem mil euros a Hélder para descobrir o verdadeiro assassino de Leandro, pois também se quer vingar dele.

Vanda (Fernanda Serrano) estranha que Hélder não lhe diga nada.

Raul (Sérgio Praia) brinca com Zequinha e estranha que Ema (Ana Varela) tenha saído. David (Jorge Albuquerque) informa que vai receber uma visita que vai passar uns tempos lá em casa. Raul não gosta de saber que é Maria Helena (Maria Emília Correia), mas David e Diana (Matilde Reymão) recebem-na de braços abertos.

Ema e as irmãs de Zeca conversam com Ulisses (Nuno Homem de Sá) e ele indica que o ideal seria Vanda (Fernanda Serrano) retirar a queixa e indica que talvez isso possa acontecer.

Ema oferece boleia a Emília (Dina Félix da Costa), que lhe conta que é empregada em casa de Vanda.

Peter (Joaquim Nicolau) recebe uma chamada da agência, a informá-lo que a rapariga vai a caminho.

Rita (Beatriz Barosa) revela a Salomé (Madalena Brandão) que Raul ficou chocado ao saber que era seu pai e que há alguma coisa naquela história que lhe está a escapar, por a sua mãe ter sido sempre contra que ela conhecesse o pai.

Ema (Ana Varela) está curiosa sobre como Emília (Dina Félix da Costa) vai convencer Vanda (Fernanda Serrano) a dizer a verdade e a empregada indica que tem os seus recursos.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Zeca é atacado na prisão
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares