EP 52 Donativo obriga Vanda a mudar testemunho

Episódio 52 de «Amar Demais».

Neste episódio

Arnaldo (João Lagarto) quer arrancar com as obras no bairro o mais rápido possível e é aconselhado pelos assessores a contratar seguranças.

Peter (Joaquim Nicolau) fica chocado ao saber que Rita (Beatriz Barosa) é filha de Raul (Sérgio Praia), e fica curioso para saber quem é a mãe. O pai de Zequinha assume que a jovem é fruto da relação com a mulher de quem mais gostou na vida.

Constança (Filipa Pinto) confronta Rute (Ana Guiomar) e ela acaba por confessar que fez um trabalho, mas só dançou com o cliente. A namorada de Fanã (Salvador Nery) conta o que se passou e mostra o dinheiro que conseguiu. Constança fica impressionada e assim que Rute sai, liga para a agência a informar que está disponível para trabalhar.

O pai de Eça (Nuno Pardal) pressiona Vanda (Fernanda Serrano) a retirar a queixa contra Zeca e lembra-a que já lhe transferiu metade do dinheiro combinado.

A patroa de Emília (Dina Félix da Costa) hesita, mas Ulisses (Nuno Homem de Sá) toma a dianteira e informa a polícia que Vanda tem um depoimento a fazer.

Gisela (Carla Vasconcelos) e Olga (Helena Costa) perguntam a Eça se há novidades de Zeca (Graicano Dias), ao que responde que ele deve estar com o advogado. Eça não percebe porque motivo David (Jorge Albuquerque) não pode saber que Zeca e Emília são irmãos, mas elas agora também não têm tempo para explicar.

Joana (Catarina Rebelo) fica surpreendida por a tia também estar a pensar ficar em Lisboa e conta-lhe o que Célia (Sofia Ribeiro) fez a Ema (Ana Varela), deixando Estela tensa.

Gabriel (Ricardo Carriço) continua a falar sobre o seu livro e indica que fica à espera que encontrem alguém que o escreva por ele.

Raul conta a Peter como era a sua vida na altura em que conheceu Madalena e confessa que um dia bebeu demais e lhe bateu. Peter volta a criticá-lo por tratar mal as mulheres.

Ema estranha ter uma visita, mas fica muito feliz ao ver que é Joana, que veio saber se ela está a recuperar da queda.

Um estafeta entrega um ramo de flores a Gisela, mas ela julga ter havido algum engano e atira-as para o lixo.

Evelina (Susana Arrais) está a tirar uns apontamentos do manuscrito de Zeca, quando aparecem Rita e Salomé (Madalena Brandão).

Luís (Diogo Branco) está incrédulo por Vanda ter mudado de ideias em relação a Zeca e não quer mentir à polícia, mas a mãe promete compensá-lo bem.

Joana conta a Ema que a tia veio para Lisboa e que anda à procura de trabalho. A mãe de Zequinha indica que por acaso precisa de uma empregada.

O polícia diz a Zeca que está livre, ele fica espantado, mas pega nas suas coisas e sai feliz. O Goulart fica surpreendido por ver Ulisses e pergunta-lhe se foi ele que o tirou dali e ele confirma que sim.

Logo depois, o ex-namorado de Ema fica incomodado ao ver Vanda e avança para ela furioso, mas Ulisses esclarece que foi ela que o safou, ao mudar o testemunho. Zeca fica mais calmo ao saber que Vanda repôs a verdade.

Ulisses explica que teve de lhe dar um incentivo e o Goulart volta a afirmar que não matou Leandro e que tem pena dela pelo que sofreu, mas isso não lhe dá o direito de infernizar a sua vida e de se aproveitar da instituição para benefício próprio.

Agora é Zeca que ameaça Vanda e avisa-a que se volta a fazer alguma, é ela que vai parar à prisão.

Peter quer saber se Raul vai desistir da venda da editora, agora que sabe que tem uma filha, mas ele diz-lhe que a ideia se mantém. O pai de Zequinha volta a pedir o contacto da amiga de Peter, mas ele não lho dá e recorda a noite que teve.

Fanã está intrigado por Rute lhe ter mentido e põe a hipótese dela andar a traí-lo. Sandro acha que ela pode ter outro problema e Fanã decide ir perguntar às irmãs se sabem de alguma coisa.

Joana liga à mãe, diz que Ema tem uma proposta para lhe fazer e pede-lhe que vá com a tia lá a casa.


Sobre «Amar Demais»

Quem nunca amou demais? Para todas as mulheres que lutam e tanto se sacrificam para educar bem os seus filhos. Para fazer deles pessoas à sua imagem, homens de bem.

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais.

O elenco conta com caras como Fernanda Serrano, Ricardo Carriço, Lia Gama, Maria Emília Correia, Estrela Novais, Ana Guiomar, Graciano Dias, Ana Varela, Sérgio Praia, Sofia Ribeiro e muitos outros.

 

Produção
José Retré
Direção de Projeto
António Correia
Realização
Joel Monteiro
Rafael Rahal
Roberto Roque
Rodrigo Duvens Pinto
Cenografia
Catarina Amaro
Produção Musical
António Lopes
Sonoplastia
Samuel Silva
Consultoria Geral
José Eduardo Moniz
Uma Produção Plural para a TVI
 

Ficha Técnica

Título Original: Donativo obriga Vanda a mudar testemunho
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Relacionados

Últimos Episódios

Populares