EP 10 Raul e Peter descobrem quem é o verdadeiro Zeca

Episódio 10

Qui, 24 set 2020 22:45 TVI

Neste episódio

Zeca (Graciano Dias) já está preparado para a ira de Raul (Sérgio Praia) mas, contra todas as expectativas, ele vai-se embora e não diz nada. Raul avança pelo corredor, e não acredita que aquilo lhe está acontecer, ainda por cima no seu dia do seu aniversário.

Ema (Ana Varela) está na cama, e vai buscar a sua foto com Zeca: olha para ela com carinho e pensa no que fazer, mas é interrompida por Zequinha (Diogo Dourguete), que se aninha nela. Ema volta a questionar onde Zequinha encontrou aquela foto e pede-lhe para fazer um desenho bonito para o pai, por ele fazer anos.

Raul liga ao tio e conta que o homem que foi preso no seu lugar trabalha no bar da Editora. Peter acha que só pode ser uma infeliz coincidência e pede ao sobrinho para não fazer nada até ele chegar.

Diana (Matilde Reymão) recebe uma sms de Fred (Filipe Matos) a dizer que já reservou o voo.

Eça (Nuno Pardal) aproxima-se da livraria com uma flor. Sandro (Miguel Bogalho) dá-lhe os sentimentos pelo avô e avisa-o de que não é seguro entrar na livraria, mas Eça ignora-o e segue o seu caminho. Eça deixa uma flor e chora, até que repara em algo a reluzir e encontra os diamantes sujos, mas intactos.

Zeca pede a Ferreira para sair mais cedo, por ter de ir a um funeral. Filomena (Sofia Nicholson) reconhece Zeca do bairro e pergunta-lhe por Conceição (Estrela Novais). Ele conta que ela teve um AVC e que, agora, só diz disparates.

Raul faz questão de que Peter veja o homem que trabalha no bar, o tal que foi preso no seu lugar.

Fred vai despedir-se de Joana (Catarina Rebelo), mas ela foge, liga o barco e vinca que não quer falar mais com ele.

As manas estão preocupadas com o estado de Conceição, mas estão empenhadas em tomar conta dela. Rute (Ana Guiomar) está de pé atrás e diz que não tem estofo para ser enfermeira. As irmãs ficam escandalizadas com a ingratidão de Rute e repreendem-na.

Filomena conversa com Zeca sobre a possibilidade de ter sido fogo posto, enquanto são observados por Peter e Raul.

Sandro e Fanã (Salvador Nery) limpam as paredes e Sandro comenta sobre o homem esquisito que viu no bairro.

Dois polícias repreendem Eça por ter passado o perímetro de segurança, mas ele explica que é o proprietário e que perdeu o avô.

Rita (Beatriz Barosa) e Salomé (Madalena Brandão) comentam o livro de Zeca e ambas concordam que gostaram muito da história e da forma como ele escreve. Evelina (Susana Arrais) aparece e chama Rita de forma efusiva.

Peter percebe que Zeca é o mesmo homem que chocou com eles e Raul diz que é, também, o mesmo que foi a sua casa dizer que tinha algo que pertencia a Duarte. Raul não tem dúvidas de que ele está ali para o denunciar.

Eça liga a Zeca e diz-lhe que foi mesmo fogo posto.

Vanda (Fernanda Serrano) agradece a Ema por ter contado a Raul que o assassino está a trabalhar na Editora. Ema conta que tem andado perturbada com o passado, refere que a filha teria agora 16 anos e que tem imaginado como ela seria.

Joana acelera a todo o gás e as lágrimas fogem-lhe dos olhos. Zé Manel segue-a, com Fred ao seu lado.

Raul acha que Zeca está ali para o chantagear. Peter lembra que ele não chegou a receber o resto do pagamento e que pode querer vingar-se.

Evelina está muito entusiasmada a falar com Rita sobre o seu novo livro. Rita finge entusiasmo mas, na verdade, tem medo do que vai sair dali.

Vanda acha que Ema devia fazer o luto da filha e atribui o que está a acontecer ao facto de Ema ter encontrado a foto antiga. Ema conta que, para além da foto, encontrou também o homem da fotografia.

Emília (Dina Félix da Costa) devolve a roupa que levou emprestada e veste a farda, mas repara noutro vestido e fica encantada. Emília tenta resistir, mas acaba por levá-lo e diz que é só daquela vez.

David (Jorge Albuquerque) entra no armazém e fica desolado com o que vê: está tudo preto e coberto de cinzas.

Fanã e Sandro contam à polícia as suspeitas que têm e descrevem o homem que viram a rondar o bairro.

Zeca entra no escritório do tio e dá um soco em Arnaldo (João Lagarto), acusa-o de ter mandado pegar fogo ao bairro e avisa-o para deixar aquela gente em paz. Arnaldo não se amedronta e afirma que ninguém vai acreditar num ex-presidiário.

Evelina vai com Rita ao bar e pergunta pelo novo funcionário. Ferreira conta que houve um incêndio no bairro dele e que teve coisas para resolver, deixando Rita sem perceber o interesse de Evelina em Zeca.

Vanda não percebe por que motivo Ema fugiu do homem que reencontrou e porque continua casada com Raul, já que não gosta dele. Ema vai ter com Zequinha.

No velório de Jaime, Zeca fica surpreendido ao saber que ele morreu com uma pancada na cabeça. Eça entrega-lhe os diamantes, mas Zeca pede ao amigo para os guardar de novo e diz que vai fazer justiça.

Zeca pede ajuda a Preto para vender os diamantes e este quer saber como foram parar às suas mãos.

Zé Manel consegue alcançar Joana e Fred pede-lhe para parar o barco. Fred quer saber por que motivo Joana está a chorar e ela enche-se de coragem e beija-o. Ele é apanhado de surpresa, mas deixa-se levar.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Raul e Peter descobrem quem é o verdadeiro Zeca
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares