EP 100 Raul e Zeca tornam-se sócios

Seg, 18 jan 2021 22:40 TVI

Neste episódio

A empregada informa Rute (Ana Guiomar) que a marquesa não está em casa, mas Goulart entra e instala-se, quando recebe uma chamada. Peter (Joaquim Nicolau) conta a Rute que vendeu a editora e convida-a para jantar, por ter muitas saudades dela. O Benvindo fica desolado quando ela recusa o convite e desliga com a chegada de Antonieta (Lia Gama).

Zeca (Graciano Dias) conta a Ema (Ana Varela) que casou com Carolina (Joana Manuel) para poder comprar a editora. Ema afirma que Raul (Sérgio Praia) vai ter um ataque cardíaco quando descobrir.

Rute convida Antonieta (Lia Gama) e Carolina para jantarem no bairro e verem a marcha. Carolina afirma que é um convite muito simpático, mas Antonieta revira os olhos.

Evelina (Susana Arrais) reclama com o Editor, por este não lhe dar atenção e ele informa-a de que vendeu a empresa a Arnaldo.

Zeca explica a Ema que a Benvindo é a sua editora de sonho e que quer salvar o negócio. Ema está preocupada com a reação de Raul e sugere que Zeca espere que as coisas acalmem. A conversa é interrompida pela chegada de Célia (Sofia Ribeiro) e de Joana (Catarina Rebelo). Ema pede para ter uma conversa a sós com Célia.

Rita (Beatriz Barosa), Salomé (Madalena Brandão) e Filomena (Sofia Nicholson) ficam eufóricas quando veem David (Jorge Albuquerque) abraçar Santos Costa (Ricardo Castro), pois percebem que o contrato de venda da editora foi assinado.

Emília (Dina Félix da Costa) está preocupada por Ema e Célia ficaram sozinhas em casa. Zeca oferece ajuda a Joana. A jovem conta-lhe que Estela (Isabel Figueira) continua em coma induzido.

Raul fica incrédulo quando percebe que Zeca é o seu novo sócio na editora.

Ema pergunta a Célia se tem um caso com Raul e esta afirma que não lhe deve satisfações, acrescentando que ela pode ficar descansada pois não vai ocupar o seu lugar.

Raul continua incrédulo pelo facto de Zeca ser o novo sócio da editora e trocam acusações.

Fred (Filipe Matos) e Constança (Filipa Pinto) conversam com Joana e ela anui que se recusa a ir com a mãe, pois não concorda com o que ela anda a fazer.

Ema conta que Célia praticamente confirmou que é amante de Raul e Emília acha que ela quer apenas mudar de vida.

Quando Zeca sai, Raul tem um ataque de fúria e liga para Peter mas ele não atende.

Joana pede a Célia que lhe prove que não está envolvida com Raul e regresse com ela para os Açores.

Ema, Emília e Gisela (Carla Vasconcelos) especulam sobre as motivações de Célia para se envolver com Raul. Emília e Gisela ficam espantadas quando Ema lhes conta que foi Rute quem confirmou que Célia é amante de Raul.

Carolina tenta convencer Antonieta a aceitar o convite para jantar em casa das irmãs de Zeca e sugere que ela encare isso como uma visita de estudo.

Célia vitimiza-se e afirma que Joana é uma deceção e vira costas à filha.

Rute chega e relata a conversa que ouviu, na qual Raul se mostrava determinado a arranjar um plano para se livrar de Ema e ficar com outra mulher.

Evelina procura Arnaldo (João Lagarto) depois de saber que ele comprou a editora que publicou o seu livro e Arnaldo indica-lhe que foi obrigado a tomar medidas drásticas pois a estima que tem por ela não é reciproca.

Rita e Salomé estranham a presença de Zeca na editora. Santos Costa diz que Zeca tem uma grande novidade para lhes contar.

Raul deixa mensagem a Peter a pedir que lhe ligue com urgência.

Joana pede a Luís que a deixe ficar em sua casa durante alguns dias, e o filho de Vanda não esconde a surpresa, mas aceita.

Evelina fica incrédula quando Arnaldo lhe diz que comprou a editora para tirar o livro dela do mercado e liberta-la daquela canseira.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Raul e Zeca tornam-se sócios
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Populares