EP 17 Célia ataca e ameaça Ema

Episóidio 16 de «Amar Demais».

Sex, 2 out 2020 21:50 TVI

Neste episódio

Rita (Beatriz Barosa) não quer acreditar que Evelina (Susana Arrais) tenha roubado o manuscrito, mas Salomé (Madalena Brandão) confirma que Evelina esteve sentada na sua secretaria, onde aparentemente o manuscrito estava.

Rita informa Evelina sobre a compra dos 4000 exemplares e disponibiliza-se para organizar o encontro entre Evelina e o seu admirador.

Sandro (Miguel Bogalho) e Fanã (Salvador Nery) continuam a disputa por Olga (Helena Costa). Fanã encontrou uma bíblia nos escombros da livraria e acha que aquilo é um sinal.

Evelina fica em choque ao saber que uma pessoa comprou 4000 exemplares do seu livro e acha que essa pessoa merece conhecê-la pessoalmente.

Ulisses (Nuno Homem de Sá) conta como correu a conversa com a marquesa. Zeca não tem a certeza se vai conseguir vender os diamantes e não gosta nada da ideia de casar com uma desconhecida, quando ama Ema (Ana Varela).

Arnaldo (João Lagarto) ralha com um funcionário, e fica entusiasmado quando Rita o convida para almoçar com Evelina.

Vanda (Fernanda Serrano) teve outra ideia para tramar Zeca. Vanda decide fazer um open-house no instituto e convidar Zeca para servir o catering. Depois rouba dinheiro e coloca-o nas coisas de Zeca para o incriminar.

Rita conta a Salomé que já combinou o encontro entre Arnaldo e Evelina. Ferreira diz que esteve a ver as câmaras de segurança e foi um empregado da limpeza que o roubou.

Raul (Sérgio Praia) liga a Ema, pergunta-lhe se já conseguiu resolver alguma coisa e fica incrédulo quando ela lhe diz que volta no dia seguinte com a filha.

Célia (Sofia Ribeiro), nervosa, pergunta a Joana onde esteve e proíbe-a de voltar a falar com Ema. Joana fica chocada e recusa-se a obedecer à mãe. Joana diz que talvez um dia vá ter com Ema a Lisboa. Célia passa-se.

Ema dirige-se para a entrada do aeroporto, quando aparece Célia (Sofia Ribeiro), que lhe dá um estalo e a avisa para ficar longe de Joana.

Ema (Ana Varela) está chocada com o estalo que Célia (Sofia Ribeiro) lhe deu. Célia, descontrolada, diz que Joana (Catarina Rebelo) é sua filha e que Ema não vai roubá-la, para compensar a perda da filha dela.

Zeca (Graciano Dias) fica tenso ao ver Ferreira falar com um polícia e garante que não roubou nada.

Clara avisa que Vanda (Fernanda Serrano) está a chegar e todos se posicionam para a receber. Vanda informa que vão realizar um evento de recolha de fundos e incumbe Luís (Diogo Branco) de ir à editora contratar Zeca para ficar responsável pelo catering.

David (Jorge Albuquerque) pede a Raul (Sérgio Praia) para fazer as contas da editora, pois quer comprá-la. Raul ri-se, acha que aquilo é uma piada.

Ema atende uma chamada de Joana, que lhe agradece pelo jantar e deseja boa viagem e estranha que Ema lhe pergunte se Célia ficou chateada.

Peter (Joaquim Nicolau) está furioso por Diana (Matilde Reymão) ter organizado uma manifestação à porta da Fábrica e acha que Maria Helena (Maria Emília Correia) sabia daquilo e não lhe disse nada.

Jovens gritam palavras de ordem contra a poluição nos oceanos. Diana fala e todos aplaudem. Fred (Filipe Matos) olha-a com admiração.

Vanda informa os funcionários de que o instituto está a passar por um momento difícil e que vai organizar um evento para recolha de fundos. Vanda pede aos funcionários para dramatizarem e chorarem, para convencerem as pessoas de que a situação é realmente grave.

Raul está enervado por David querer comprar a editora e pergunta-lhe onde arranjou o dinheiro. Ele diz ao irmão que devia estar feliz por ele querer tomar conta da editora.

Eça (Nuno Pardal) fica incomodado por Ulisses (Nuno Homem de Sá) estar tão empenhado em criar a offshore para receberem o dinheiro dos diamantes. Ulisses atende uma chamada de Carolina (Joana Manuel) e combina encontrar-se com ela.

David encontra-se com o perito, mostra-lhe o quadro e pede-lhe uma avaliação.

Constança (Filipa Pinto) está a ser fotografada, mas está retraída e Rute (Ana Guioomar) exemplifica como deve fazer. O fotógrafo fica incrédulo com as poses de Rute e Constança pede-lhe para parar.

Ulisses liga a Zeca e diz-lhe que a Marquesa quer encontrar-se com ele. Zeca mostra-se pouco convencido de que aquilo seja uma boa ideia.

Evelina (Susana Arrais) pega no manuscrito para descobrir quem é o assassino e fica irritada ao ver que o livro não tem um fim.

O perito explica que o quadro original já foi roubado algumas vezes e que aquele não passa de uma cópia.

Ema regressa a Lisboa, vai ter com Vanda e diz que precisa de fazer o teste de ADN à ossada da filha.

Os inspetores pedem dois cafés enquanto esperam por Raul. Zeca ouve-os falar do assalto ao banco e fica atento à conversa, com as orelhas em pé.

O protesto continua e Diana dá uma entrevista onde defende as ideias em que acredita, apesar de ir contra o seu avô.

Joana assiste à manifestação na TV, focada em Fred. Joana diz que cancelou o grupo da tarde por causa da chuva e Célia fica feliz por poder estar com a filha.

Os inspetores saem do bar e Zeca vai atrás deles.

David informa Maria Helena de que o quadro é falso e ela tem, cada vez mais, certeza de que o filho é um patife.

Vanda alerta Ema para a possibilidade do teste dar positivo. Ema sabe que tem de estar preparada para tudo.

Filomena (Sofia Nicholson) recebe os inspetores e diz que vai avisar Raul.

Zeca liga a Eça e diz que acha que têm um problema.

Peter está possuído, porque os polícias ainda não  descobriram quem teve acesso ao cofre do banco. Os inspetores sugerem que Raul acione o seguro do banco.

Um grupo de homens vestidos de preto, com as caras tapadas, avança em direção ao grupo, com ar ameaçador.

Célia pede desculpa a Joana, pela forma como reagiu e explica que teve medo que Ema a visse como filha, porque acha sempre que as mulheres que perdem filhos tentam substitui-los. Joana fica em choque ao ver Fred ser atingido e ficar estendido no chão.

Zeca aproveita um momento em que Filomena se ausenta, para escutar a conversa dos inspetores atrás da porta. Nesse momento, é apanhado por Rita.

Célia tenta acalmar Joana, que anda de um lado para o outro, muito aflita por Fred ter sido atingido.

Zeca, atrapalhado, mente dizendo que o chamaram ali. Rita estranha.

Vanda pergunta a Ema se se sente melhor por ter pedido o teste, e incentiva-a a falar com o suposto pai da menina, pois ele tem o direito de saber.

Eça fala ao telemóvel com Zeca e aconselha-a a sair mais cedo da editora, porque pode ser reconhecido pelos inspetores.

Olga (Helena Costa) e Gisela (Carla Vasconcelos) ficam tensas ao saberem que São (Estrela Novais) vai ter alta.

Ulisses vai novamente a casa de Carolina. Antonieta (Lia Gama) informa-o de que a neta decidiu aceitar a proposta.

Joana consegue falar com Diana e pergunta-lhe como está Fred. Diana não esconde que ele está mal e que corre risco de vida.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Célia ataca e ameaça Ema
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares