EP 5 Zeca executa o plano perfeito!

Episódio 5 de «Amar Demais».

Sex, 18 set 2020 21:40 TVI

Neste episódio

Ulisses fica incrédulo com a história que Zeca lhe conta, mas acredita nele e desiste de chamar a polícia. Ulisses quer entregar a chave à família Benvido, mas Zeca acha melhor não, e pede-lhe ajuda para descobrir o que está dentro do cofre.

Peter (Joaquim Nicolau) fica surpreendido por ver a mãe na sala, e ela questiona o filho sobre ter mandado recolher o livro de Diana, deixando Peter irritado.

Ulisses não concorda com a ideia de Zeca, por ser ilegal. Eça apercebe-se do clima de tensão entre os dois.

Olga (Helena Costa) está a pôr a mesa e reclama com as irmãs por não estarem a ajudar. Emília está com a cabeça na lua desde que se cruzou com David. Rute, desmancha prazeres, diz que um galã nunca iria dar bola à irmã, uma simples empregada de limpeza. Emília fica amuada, mas continua a sonhar com o seu príncipe encantado.

Ema está ao telemóvel com Vanda e sente-se enganada por ela, por não lhe ter dito que ia falar com Raul. Vanda mente dizendo que, entretanto, recebeu uma notícia sobre a verba do estado, deixando Ema preocupada com a situação do instituto.

Maria Helena (Maria Emília Correia) repreende Peter por estar a censurar Diana, quando sempre a incentivaram a ser independente e a ter as suas próprias ideias. Peter acha hipócrita Diana atacar os seus negócios, quando vive à custa do dinheiro proveniente deles. Maria Helena exige que ele coloque o livro à venda.

Eça está incrédulo com a história que Zeca lhe conta, e não percebe como é que Ema casou com um homem como Raul. Zeca pede a Eça para convencer o pai a não entregar a chave, pois precisa de chegar ao cofre.

Fred convida Diana para jantar num sítio com a melhor vista do mundo e ela gosta da surpresa.

Eça tenta convencer o pai a não entregar a chave. Ulisses alerta o filho para o facto de Zeca já não ser o mesmo e poder ter más intenções, mas Eça sublinha que tem a certeza de que Zeca não mudou.

Fred e Diana jantam uns petiscos numa esplanada. Fred declara-se. Ela, inicialmente, ri-se por achar que ele está a brincar, mas gosta do que ouve e beijam-se apaixonados. Joana observa-os à distância e afasta-se a chorar.

Todos jantam animados, exceto Rute (Ana Guiomar), que está de cara fechada. Todas ficam consternadas ao saber que Zeca (Graciano Dias) está a morar no ferro-velho e convidam-no para morar ali em casa.

Eça (Nuno Pardal) faz sinal a Zeca, dando a entender que não conseguiu convencer o pai. Emília (Dina Félix da Costa) pergunta quem era o bonitão que estava com Ulisses (Nuno Homem de Sá) e fica entusiasmada ao saber que é um artista.

Vanda (Fernanda Serrano) veste roupa de ginástica provocante e ensaia poses insinuantes. Emília fica surpreendida por vê-la já acordada para ir treinar. Vanda diz-lhe que é uma boa forma de fazer negócios.

Zeca despede-se de Nené, diz-lhe que vai morar para casa das irmãs e prometem manter contacto.

Ulisses entra no banco, tira a chave do cofre da sua pasta, dirige-se ao gabinete do chefe e diz-lhe que tem um assunto importante para falar com ele. O chefe acha que Ulisses já sabe que foi despedido e justifica aquela medida. Ulisses é apanhado de surpresa e sai, deixando o chefe a falar sozinho.

David (Jorge Albuquerque) diz a Raul (Sérgio Praia) que continua à espera dos relatórios sobre as contas da editora. Raul dá-lhe a entender que isso vai demorar e que tem mais que fazer.

David comenta com Ema (Ana Varela) que Raul está cada vez pior, convida-a para visitar o seu atelier e levar Zequinha, porque ele tem muito talento e devia ser estimulado. Ema fica contente com o apoio.

Eça abre a livraria e repara num monte de folhas na impressora, lembra-se de que é o livro de Zeca e começa a lê-lo com curiosidade.

O carteiro entrega uma carta registada a Lina e Rute confirma que é uma ordem de despejo. Lina pede a Rute para falar com o tio, que é o proprietário do prédio. Rute sai do restaurante com a carta na mão e percebe que toda a gente está a receber uma carta igual. Estão todos incrédulos com a notícia. Sandro (Miguel Bogalho) recusa-se a sair, bem como a senhora da mercearia.

Rute diz que vai tentar perceber o que se está a passar. Arnaldo (João Lagarto) confirma que as ordens de despejo já começaram a ser entregues, que vai haver algum alvoroço, mas que depois as pessoas acabam por aceitar.

Vanda entra no ginásio, senta-se na bicicleta em frente a Raul e empina o rabo para o provocar. Raul repara e comenta com o PT, mas não faz ideia de que se trata de Vanda. Ela fica satisfeita por o seu plano estar a resultar.

Zeca está a trabalhar e, ao ver Rita (Beatriz Barosa), acena-lhe. Peter (Joaquim Nicolau) entra e ele esconde-se, deixando-a intrigada.

Salomé (Madalena Brandão) diz a Rita que Zeca é o rapaz que ela ajudou a conseguir trabalho, pergunta se não é giro e ficam as duas encantadas com ele.

Santos Costa está baralhado sobre se deve, ou não, retirar o livro de Diana (Matilde Reymão) das lojas. Peter diz-lhe que reconsiderou e que é melhor não retirarem o livro, para não serem acusados de censura.

Vanda faz os seus exercícios, percebe que Raul está de olho nela e coloca-se numa zona estratégica para Raul passar por ela.

Joana (Catarina Rebelo) censura Fred por ter chegado atrasado e pergunta-lhe se foi por se ter ido despedir de Diana. Fred confessa que está apaixonado por Diana e Joana disfarça os ciúmes.

Diana e Helena (Maria Emília Correia) abraçam-se, cheias de saudades. Diana decide ir ter com Peter à editora.

Vanda coloca-se em posição estratégica e finge que não se apercebe dos comentários de Raul.

Arnaldo está reunido com os seus funcionários e informa-os sobre o novo negócio. Rute interrompe a reunião e questiona o tio sobre as ordens de despejo no bairro. Ele assume a sua intenção e Rute promete que o bairro vai dar luta. Trocam ameaças e olham-se em desafio.

Ema entra no bairro com David e fica espantada ao perceber onde está. David mostra-lhe o seu atelier.

Vanda desaperta um dos atacadores de propósito. Raul repara e alerta-a. Vanda volta-se e Raul pergunta-lhe se ela o anda a seguir. Vanda diz que pode perguntar-lhe o mesmo.

Eça está recostado a ler o manuscrito de Zeca, quando é surpreendido pela chegada de Ulisses (Nuno Homem de Sá), que lhe pede o número de Zeca. Eça acha que tem a ver com a história da chave. Ulisses combina encontrar-se com Zeca, pois o que têm para falar, não pode ser por telefone, deixando Eça intrigado.

Ema gostou do armazém e sugere que a sua empregada vá lá fazer uma limpeza. Ema vê Eça e trocam um olhar rápido. Ema baixa a cabeça, afasta-se e ele questiona-se se será mesmo ela.

Peter deixa bem claro que não podem publicar um livro sobre corrupção política. Diana confronta-o com o facto de ter tentado proibir a venda do seu livro, mas ele afirma que o livro vai sair e garante que nunca mais a ajuda.

Ulisses entrega a chave a Zeca, assume que mudou de ideias e explica a Zeca que não vai ser fácil chegar ao cofre, mas que vai ajudá-lo.

Zeca rouba a carteira a um rapaz com uma fisionomia parecida à sua, para executar o plano de Ulisses. Zeca retira o cartão de cidadão da carteira do rapaz que roubou e deixa-a cair em frente a uma esquadra da PSP. Zeca aproxima-se da entrada do banco, veste um fato e usa um chapéu elegante. Zeca despede-se do funcionário que lhe abriu o cofre e fica embasbacado ao perceber que são diamantes.


Sobre «Amar Demais»

Há quem esteja disposto a dar a vida, ou o seu tempo de vida, para salvar alguém, por amar mais... É assim Zeca, o protagonista. Uma pessoa dotada de valores, com um enorme sentido de justiça, que nem sempre escolhe o caminho provável para ajudar quem ama, mas que nunca tem dúvidas sobre o que é prioritário: proteger os seus. É isso que o leva à prisão, quando aceita dar-se como culpado por um crime que não cometeu em nome de outrem para salvar a vida da sua mãe.

Por a amar demais, Zeca abdica da sua própria liberdade, e do amor que Ema sente por ele. E quando percebe que foi enganado e que o seu sacrifício foi em vão, em vez de se revoltar, é resiliente. E prepara-se para o que será́ o dia do grande embate: o momento em que vai poder fazer justiça por tudo o que passou.

Zeca fica preso durante mais de 15 anos, mas quando sai está determinado a descobrir quem foram as pessoas que o traíram. Quer fazer justiça pelos anos perdidos, mas quer também provar a sua inocência. Quer ter o direito de recomeçar de novo, com a ficha limpa. E se para isso tiver de fazer algo que não deve no caminho, tudo bem: a pena já a cumpriu por antecipação.

Um homem que sabe bem o que quer, sem que isso o torne calculista, frio ou incapaz de sentir ou amar... Talvez isso seja o seu lado feminino a manifestar-se, fruto de ter crescido com uma mãe e quatro irmãs. Afinal, não dizem que as mulheres são feitas para aguentar todo o tipo de provações? Zeca é uma versão de calças destas mulheres lutadoras. O filho que se sacrifica pela mãe. O irmão protetor. O homem que pela mulher que ama roda o mundo. O pai que pela filha se descobre um novo homem, capaz da força de um leão.

Zeca é um hino às mulheres que o educaram, porque o mundo em que vivemos pode ser considerado ainda dos homens, mas é do ventre das mulheres que eles nascem, são elas quem os educam, são a sua maior influência. O que mostra que na realidade o mundo está nas mãos das mulheres, a quem compete fazer dos seus filhos: homens tolerantes, homens amorosos que as amem e respeitem acima de tudo, que as tratem como iguais

Ficha Técnica

Título Original: Zeca executa o plano perfeito!
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares