EP 145 Episódio Final

Episódio 145 de «Onde Está Elisa».

Sex, 20 mar 2020 23:30 TVI

Neste episódio

Elisa (Heidi Berger) entra no café Cagliari com uma mochila presa às costas, e os clientes saem disparados por ela avisar que tem ali uma bomba. Dulce (Anna Eremin) começa a gravar tudo com o seu telemóvel e Elisa diz abalada que Constança (Joana Seixas) a avisou que mandaria um código por Rui (António Pedro Cerdeira) para desativar a bomba, se os termos do resgate fossem cumpridos.

Raquel (Teresa Tavares) recebe SMS de Sebastião (Filipe Matos) a avisar que Elisa chegou ao café com uma bomba e pede a Ana (Vera Kolodzig) para avisar a brigada de Minas e Armadilhas.

Constança desafia Carlos (Marco d'Almeida) a tentar alvejá-los e assim perceber se Elisa está mesmo com uma bomba pronta a explodir.

Elisa avisa que a bomba que traz consigo explode se alguém da polícia entrar no café. Sebastião repara que Dulce continua a filmar tudo e tira-lhe o telemóvel. Francisca (Ana Cristina Oliveira) intervém e esbofeteia Dulce, ordenando-lhe que saia já dali e Mário (João Cabral) coloca-a fora do café.

Constança desliga a chamada com Rui e alveja Carlos na perna, furiosa por o irmão lhe ter dito que só Carlos sabe onde estão os diamantes. Carlos mantém a calma, deixando Constança atónita.

Bruno (Pedro Lima) vê na televisão a notícia de Elisa estar no café Cagliari presa a uma mochila com uma bomba, veste-se rapidamente e foge do hospital.

Carlos exige a Constança que lhe explique melhor o funcionamento da bomba e qual o código, se quer que ele lhe diga onde estão os diamantes.

Cosme (Miguel Rebelo) analisa no computador as imagens que Sebastião lhe mostra da bomba, e revela que tudo aquilo pode ser um engodo, salientando que nem Constança nem Zé Pedro (Graciano Dias) têm conhecimento para fabricar um engenho daqueles.

Carlos levanta-se para se servir de mais uma bebida, Constança irrita-se e marca um número no telemóvel, avisando que acabou de ativar a bomba e ele tem cinco minutos para lhe entregar os diamantes.

Todos olham em pânico para o mostrador do painel digital da bomba a iniciar uma contagem decrescente e Gonçalo (Luís Ganito), Matilde (Joana Aguiar) e Sandra acabam por abandonar o espaço. Todos olham tensos para as imagens da bomba em contagem decrescente no Caligari e Raquel (Teresa Tavares) liga para Carlos.

Constança anui que Carlos atenda a chamada de Raquel para perceber que não está a fazer bluff. Carlos arrisca dizer que a bomba é falsa e, num movimento súbito, atira o líquido da garrafa aos olhos de Constança e dispara sobre Zé Pedro, neutralizando-os e apontando-lhes de seguida a arma.

Raquel diz a Carlos que a bomba iniciou uma contagem decrescente, mas Cosme tem sérias dúvidas que a mesma seja verdadeira.

Bruno entra disparado no café, tirando de rompante a mochila a Elisa, atirando-a para o chão, cobrindo-a com o seu corpo. Ordena de seguida a todos que saiam já dali. Todos ficam a olhar em suspenso para Bruno deitado em cima da mochila e Sebastião filma tudo com o telemóvel.

Carlos diz a Constança e Zé Pedro ter percebido pelas expressões deles que a bomba era falsa, mas Constança continua a avisá-lo para se preparar para a morte de Elisa lhe ficar presa na consciência.

Bruno levanta-se de cima da mochila, ainda um pouco baralhado por não ter morrido e Elisa beija-o apaixonadamente. Todos desviam o olhar, um pouco incomodados, e Rui tenta abraçar Francisca, que se afasta dele. Matilde felicita Sebastião por tudo o que fez e este interroga-se onde estará afinal Carlos.

Semanas depois, Tiago (João Lagarto) interroga Rui e o Procurador, que confessam tudo. Raquel e Ana conversam, em sinal de se terem tornado amigas. Constança, com mau aspeto, está presa a fumar um cigarro. Zé Pedro está a um canto do pátio da prisão a tentar passar despercebido, mas um grupo de prisioneiros faz bullying com ele. Mário olha triste para a redação vazia e lança um último olhar abatido ao espaço onde passou tantos anos da sua vida e sai. No café, Sandra está ao balcão, enquanto Dulce serve às mesas. Cosme entra, começando a ajudar Sandra a escolher um vestido para o casamento deles. Sebastião, Gonçalo e Matilde estão na sala a estudar, juntamente com Cláudia. Matilde abre a porta a um muito arranjado Doninha, que a beija, e Sebastião envia uma mensagem apaixonada a Ana. Inácio (Pedro Laginha), Olívia (Paula Neves) e Alexandra (Jessica Athayde) observam, enternecidos, Luís a brincar. Olívia beija Alexandra, e de seguida Inácio, e todos sorriem felizes com aquela relação. Elisa está a pintar um quadro quando Bruno entra em casa. Ele elogia o seu trabalho e beijam-se apaixonados e felizes. Elena (Marina Vucic Fernandez) canta sozinha no bar e fica em silêncio a observar o espaço vazio. Carlos deposita um ramo de flores na campa de Carla e Margarida. Vê Francisca a aproximar-se, que o avisa que lhe prometeu um final feliz, e afastam-se de braço dado.


Sobre «Onde está Elisa?»

A vida da família Menezes muda radicalmente depois do desaparecimento de Elisa, a filha mais velha de Rui e Francisca Menezes. Com a tragédia, os segredos obscuros de cada membro da família, de cada amigo, de cada pessoa que rodeava Elisa, são desvendados. Começam as desconfianças, as paranóias, o desenterrar de histórias do passado, as rivalidades e a inevitável distribuição de culpas. No meio dos conflitos familiares, muitos suspeitos são revelados, entre eles os próprios pais, tios, primos, amigos, antigos e atuais empregados da família.


“Onde Está Elisa?” é um thriller, mas com um envolvimento familiar, com drama e romance, felicidade e tragédia, e o pertinente conflito de gerações, abordando a preocupação universal dos pais com os filhos e como os problemas de uns podem afetar os de outros.

Ficha Técnica

Título Original: Episódio Final
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares