EP 126 Sede da PJ é invadida

Em «Onde está Elisa?», reunião de Carlos (Marco D'Almeida), Raquel (Teresa Tavares) e Tiago (João Lagarto) é interrompida por uma enorme explosão.

Seg, 24 fev 2020 23:03 TVI

Neste episódio

Catia (Joana Barradas) conta a Dulce (Anna Eremin) que sabe de mais uma notícia bombástica, acrescentado que os primos de Elisa (Heidi Berger) fugiram de casa. Dulce fica entusiasmada e diz à equipa que vai ao bar de strip.

Patrícia (Daniela Marques) fica a saber que os primos fugiram e acha bem, deixando Rui (António Pedro Cerdeira) e Francisca (Ana Cristina Oliveira) preocupados.

Elisa está a dormir, uma enfermeira entra e, com o seu telemóvel, tira-lhe uma foto.

Elena (Marina Vucic Fernandez) prepara-se para limpar a mancha de sangue deixada por Faustino.

Dulce bate à porta e Elena diz-lhe que não tem nada para falar e pede à jornalista que saia. Dulce resiste, e provoca Elena, que a agride e Dulce vinca que vai processá-la.

Mário (João Cabral) desabafa com Ana (Vera Kolodzig) e pede-lhe que ela se despache com o plano contra Dulce, e revela que os primos de Elisa fugiram.

Alexandra (Jessica Athayde) e Inácio (Pedro Laginha) levam Olívia (Paula Neves) para o quarto para poder descansar e dão, os três, as mãos.

Constança (Joana Seixas) conversa com Marta (Anabela Teixeira) e ela conta que já fez o relatório sobre o estado psíquico de Elisa. A psicóloga pergunta pelos filhos, a Constança, e ela mente, dizendo que foram viajar. Marta confronta-a dizendo que no «Diário da Linha» havia referência ao facto de eles terem fugido.

Dulce entra, furiosa, por causa do estalo que Elena lhe deu. Cátia mostra-lhe uma foto de Elisa na clínica. Dulce diz para ela publicar, imediatamente, a foto e prepara-se para escrever um artigo sobre Elena.

Procurador conta a Rui que Elisa confessou à PJ que ela e Bruno (Pedro Lima) queriam fugir juntos e planearam tudo: telefonemas, fotos, resgate, simulação de rapto.

Carlos (Marco D'Almeida) está reunido com Raquel (Teresa Tavares) e Tiago (João Lagarto) e conta-lhes que Elena e Faustino (Paulo Manso) tinham um plano para acabar com Zé Lenka (Miguel Borges), que não correu bem.

Entretanto dá-se uma forte explosão e Carlos, Raquel (Teresa Taavres) e Tiago sacam das pistolas, recuperando do susto. Uma nuvem de fumo não deixa perceber as movimentações dos vultos que entram na sede da PJ. Ouve-se o som de disparos e dois inspetores caem, baleados. Os peritos estão no chão, Cosme (Miguel Rebelo) tenta levantar-se e é agarrado por Zé Lenka, que entra acompanhado por Jacaré (Ricardo Duarte), ambos vestidos com o uniforme da companhia de electricidade.

Jacaré dispara em redor estoirando com vidros e destruindo equipamentos. Zé Lenka arrasta Cosme consigo e dispara sobre Vilar e Afonso que se tentam defender, mas acabam por ser abatidos. Carlos e Raquel deslocam-se de armas empunhadas, abrem uma porta e, logo a seguir, afastam-se a tempo de evitar uma rajada de metralhadora.

Zé Lenka grita quais são as suas condições e Carlos oferece-se como refém. Tiago aproxima-se, enquanto vê um cenário de mortes à sua volta. Zé Lenka, a gritar, diz que tem consigo, como refém, Cosme e apresenta as suas condições.

Dulce fala para a equipa da redação, pedindo que escrevam sobre escândalos, vincando que não interessa que sejam mentiras. Para ela, o importante são os cliques que os leitores fazem quando estão a ler os artigos. Cátia apercebe-se que tem uma câmara no seu computador e que estão a emitir imagens em direto do que se passa na redação, deixando Dulce de cabeça perdida.

Francisca e Rui estão siderados, de tablet na mão, a olhar para o que se passa na redação do jornal, vendo Dulce e a sua equipa aflita. Ana, Mário e Sandra olham para o ecrã do portátil de Ana e Mário (João Cabral) dá-lhe os parabéns. Dulce ordena, aos gritos, que todos desliguem os computadores para interromperem a emissão.

Sebastião (Filipe Matos), Gonçalo (Luís Ganito) e Matilde (Joana Aguiar) entram na clínica, dirigem-se ao quarto de Elisa e libertam-na.

Carlos e Raquel mantém as suas posições e dizem a Zé Lenka que o Diretor já iniciou as negociações. Zé Lenka diz a Carlos que não são negociações, mas exigências, e pede a Cosme que dê a sua opinião sobre a bomba que ele tem ali.

Cosme leva uma pancada de Zé Lenka, por ter tentado dar mais informações sobre a bomba. Tiago aproxima-se de Raquel e de Carlos e diz-lhes que o Ministro vai começar a tratar das exigências de Zé Lenka.

Matilde, Gonçalo e Sebastião fogem da clínica com Elisa.

Cátia informa Dulce do que está a acontecer na PJ, mas Dulce não está interessada, chamando o informático para descobrir quem montou aquela armadilha.

Rui pede a Zé Pedro (Graciano Dias) que arranje alguém para matar Bruno, e este tenta demover o amigo. Rui relembra Zé Pedro de que ele o ajudou no processo de internamento e que Constança arranjou a psicóloga de forma a conseguir proteger o marido.


Sobre «Onde está Elisa?»

A vida da família Menezes muda radicalmente depois do desaparecimento de Elisa, a filha mais velha de Rui e Francisca Menezes. Com a tragédia, os segredos obscuros de cada membro da família, de cada amigo, de cada pessoa que rodeava Elisa, são desvendados. Começam as desconfianças, as paranóias, o desenterrar de histórias do passado, as rivalidades e a inevitável distribuição de culpas. No meio dos conflitos familiares, muitos suspeitos são revelados, entre eles os próprios pais, tios, primos, amigos, antigos e atuais empregados da família.


“Onde Está Elisa?” é um thriller, mas com um envolvimento familiar, com drama e romance, felicidade e tragédia, e o pertinente conflito de gerações, abordando a preocupação universal dos pais com os filhos e como os problemas de uns podem afetar os de outros.

Ficha Técnica

Título Original: Sede da PJ é invadida
Categoria: Novela nacional
Favoritos

Partilhar

Últimos Episódios

Recomendados

Populares